Expressão chinesa: mãos mágicas que salvam da morte (妙手回春)

A expressão 妙手回春, muitas vezes traduzida como “mãos mágicas que salvam da morte”, é usada para se referir a médicos que possuem habilidades excepcionais de cura, que podem aparentemente ressuscitar moribundos da morte.

Essa expressão é composta de duas partes, as quais se originaram de poemas chineses clássicos de duas dinastias.

A primeira parte, 妙手 (miào shǒu), ou mãos mágicas, vem do “Poema de Weiqi”, escrito por Cai Hong da Dinastia Jin. Nele, Cai Hong fala sobre os grandes artesãos, como Lu Ban e Wang Er, que utilizavam madeira de alta qualidade para fazer incríveis tabuleiros de xadrez.

Nesse poema, Cai Hong usa os caracteres 妙手 para descrever as excepcionais habilidades desses artesãos. Mais tarde, esses caracteres foram usados como metáfora para se referir a alguém que é muito hábil.

A segunda parte, 回春 (huí chūn) significa “retorno da primavera” e vêm do poema lírico “A melodia: ondas peneirando a areia – Ontem estive fora da Cidade do Leste”, escrito pelo renomado poeta “ci”, Su Shi, da Dinastia Song.

Nesse poema lírico, Su Shi fala sobre como ele, no final do inverno, saiu da cidade para experimentar plenamente a chegada da primavera (o retorna da vida com todo o seu vigor). Esse foco poético na primavera refere-se a sensação de que o inverno passou e a primavera está retornando e novamente enchendo de vida a Terra. Portanto, 回春 descreve o “renascimento” ou “estar vivo novamente”.

Mais tarde, essas duas menções foram combinadas na expressão 妙手回春 (miào shǒu huí chūn) para se referir a médicos que possuem a habilidade de salvar pacientes à beira da morte.

 
Matérias Relacionadas