Espetáculo de dança chinesa ‘O Rei Macaco’ deixa América Latina admirada

Shen Yun Performing Arts realizou 23 apresentações da sua nova produção de dança, O Rei Macaco, em três países da América Latina: México, Colômbia e Argentina, de 8 de maio a 14 de junho de 2015.

As histórias contadas pela coreografia e música originais do Shen Yun cativaram ambos, os olhos e as almas da audiência. Sendo os primeiros a experimentarem este drama, muitos membros da audiência dos teatros locais sentiram-se gratos e privilegiados por embarcar nesta aventura lendária na sua cidade natal.

Leia também:
Nove Comentários sobre o Partido Comunista Chinês
A inspiradora rotina de um grande imperador chinês
Alcance suas metas através de ensinamentos da antiga China

Embaixadores: “Delicado” e “confortável”

Jose Luis Perez Sanchez Cerro (esq.), embaixador do Peru e Alejandro Navas Ramos (dir.), embaixador da Colômbia (Minghui)
Jose Luis Perez Sanchez Cerro (esq.), embaixador do Peru e Alejandro Navas Ramos (dir.), embaixador da Colômbia (Minghui)

“Fantástico”, disse Jose Luis Perez Sanchez Cerro, embaixador do Peru. “Eu realmente apreciei a música… Na verdade, ela transmite uma sensação de paz e conforto.”

“Estou impressionado com esta apresentação”, disse Alejandro Navas Ramos, embaixador da Colômbia, que participou da apresentação com Perez Sanchez Cerro. “Seu show é muito delicado. Nós pudemos apreciar a sutileza da arte chinesa. A dança e os movimentos realizados são muito precisos.”

“Toda a música traz felicidade para a alma”, continuou. “Esta é uma música espiritual, calmante para a alma. Sentimo-nos transportados aos tempos antigos, de milhares de anos.”

Perez Sanchez Cerro ficou impressionado com o sentimento calmo subjacente que o show exibiu. “Mesmo que esta seja uma coreografia dinâmica, devido aos saltos e acrobacias, ela transmite relaxamento. Mesmo as lutas são harmoniosas. Elas transmitem uma sensação confortável”, disse ele.

Deputada da Argentina: “Muito tocante em certos momentos”

Julia Perie, deputada da Argentina (Minghui)
Julia Perie, deputada da Argentina (Minghui)

“Um belo espetáculo. Muito tocante em certos momentos e muito vistoso. Eu realmente achei fantástico”, exclamou Julia Perie, deputada da Argentina.

“Maravilhoso. As cores são surpreendentes. A dança chinesa é fantástica”, disse ela. “A forma como os personagens foram produzidos para este show foi muito interessante, forte, bom.”

Julia Perie compartilhou seus pensamentos sobre a cultura tradicional chinesa depois de ver o show. “É muito atraente; nos faz refletir o tempo todo, investigando e tentando saber um pouco mais”, acrescentou.

Ela descreveu que Shen Yun é “algo muito sensível, algo muito maravilhoso, algo fantástico, algo que você tem que vir e ver.”

Diretora artística: “Realmente um privilégio”

Patricia Sabag, diretora artística do Ballet Contemporâneo da província de Tucumán (Minghui)
Patricia Sabag, diretora artística do Ballet Contemporâneo da província de Tucumán (Minghui)

“Maravilhoso… é realmente um privilégio ter um show brilhante como este em Tucumán”, disse Patricia Sabag, diretora artística do Ballet Contemporâneo da província de Tucumán.

Sabag disse que gostou “de tudo… em todos os aspectos, desde os trajes, até a música, a iluminação e a estrutura do show em si.”

“Toda vez que vejo um show dessa magnitude, sinto-me comovida. Sinto-me emocionada de Tucumán tê-los visto. As pessoas podem vê-lo”, compartilhou.

Presidente do Escritório da Cultura: Parece um sonho

Mauricio Guzmán, presidente do Escritório da Cultura de Tucumán (Minghui)
Mauricio Guzmán, presidente do Escritório da Cultura de Tucumán (Minghui)

De acordo com Mauricio Guzmán, presidente do Escritório da Cultura de Tucumán, esse show deixa a pessoa sem palavras.

“Você quer se beliscar para saber se o que você está vendo é real ou é um sonho”, descreveu Guzmán.

Vereadora: Demonstrando os “pilares básicos da humanidade”

Vereadora Sandra Manzone (Minghui)
Vereadora Sandra Manzone (Minghui)

“No geral, é uma fábula com uma mensagem moral muito importante para nós”, disse a vereadora Sandra Manzone.

“Quando eles falam sobre verdade, benevolência e tolerância, os três pilares básicos e fundamentais … [aqueles] são os pilares básicos da humanidade”, disse ela.

Manzone também viu a importância da “busca da verdade e da perseverança, apesar dos obstáculos” durante o show.

Exibição da mensagens de unidade e perseverança

Jose Ramos, presidente da Comissão do Conselho Municipal de Cultura (Minghui)
Jose Ramos, presidente da Comissão do Conselho Municipal de Cultura (Minghui)

“Estou muito grato que a província de Tucumán tenha sido escolhida para trazer um show desta magnitude”, disse José Ramos, presidente da Comissão do Conselho Municipal de Cultura.

Ele compartilhou sua experiência com o show: “Uma mensagem para continuar, perseverar. A mensagem de unidade.”

Jornalista: “Cativado” e “fascinado”

Hugo Correa, jornalista e locutor profissional para a CNN (Minghui)
Hugo Correa, jornalista e locutor profissional para a CNN (Minghui)

“Estou cativado pelo que estou vendo. Encantado”, disse Hugo Correa, jornalista e locutor profissional para a CNN.

“À primeira vista foi poético e isso arrancou de mim um sorriso. Posso assegurá-los que o estresse que vivemos em Buenos Aires, uma grande metrópole como esta, desapareceu automaticamente. É incrível. Estou fascinado pelo show”, descreveu.

Ele usou as palavras “espiritual”, “poético”, “profundo” e “místico” para descrever o que experimentou. A apresentação mostrou “todas estas disciplinas convergentes num gênero realmente fascinante”, disse ele.

Um “caminho em direção ao futuro”

Juan Rafael Cárdenas Gutiérrez (esq.), presidente do conselho da Associação Cultural de Medellín e do Teatro Metropolitano de Medellín e María Patricia Marín Arango (dir.), diretora do Teatro Metropolitano de Medellín
Juan Rafael Cárdenas Gutiérrez (esq.), presidente do conselho da Associação Cultural de Medellín e do Teatro Metropolitano de Medellín e María Patricia Marín Arango (dir.), diretora do Teatro Metropolitano de Medellín

“O show em si é uma grande harmonia entre música, dança, coreografia e animação. Para nós, é algo muito especial”, disse Juan Rafael Cárdenas Gutiérrez, presidente do conselho da Associação Cultural Medellín e do Teatro Metropolitano de Medellín.

María Patricia Marín Arango, diretora do Teatro Metropolitano de Medellín, descreveu a apresentação “com elevado nível artístico, de grande qualidade e maestria artística.”

Maria elogiou “toda a magia, todos os efeitos, tudo o que toca você quando você está sentado em sua poltrona no teatro.”

“[O espetáculo] tem valores e uma bonita essência do que este mundo precisa tanto agora”, disse ela. “É algo que realmente deixa uma marca nos nossos corações, que nos ensina uma lição.”

Falando de valores tradicionais chineses, o sr. Cárdenas Gutiérrez disse que acredita que o Shen Yun demonstra um “caminho para o futuro”.

 
Matérias Relacionadas