Elon Musk cria 3 holdings em esforço para comprar o Twitter

Essa é a possibilidade Musk amarrar seu império sob uma única empresa guarda-chuva chamada “X”

Por Nicholas Dolinger 

Elon Musk, CEO da Tesla e da SpaceX, criou três holdings com sede em Delaware em sua recente oferta para adquirir o Twitter, aumentando a possibilidade de uma empresa abrangente para os inúmeros interesses comerciais do investidor.

Essas holdings, denominadas “X Holdings I”, “X Holdings II” e “X Holdings III”, foram arquivadas na Securities and Exchange Commission na quarta-feira, afirmando que todas as três empresas foram estabelecidas para adquirir ou se fundir com o Twitter.

A convenção de nomenclatura em torno da letra “X” é uma característica perene das empresas de Musk. Musk lançou sua carreira ao sucesso com a X.com, que se fundiu com a Confinity para formar a empresa agora conhecida como PayPal em 2000, e continuou sua lealdade à letra nos nomes de sua startup aeroespacial SpaceX e no SUV Model X da Tesla. A letra também  já apareceu em destaque nos nomes dos filhos de Musk, com o exemplo mais infame sendo seu filho “X Æ A-Xii Musk”, para quem a letra forma um nome completo dado legalmente.

A criação dessas empresas sugere a possibilidade de amarrar o império de negócios de Musk sob uma única empresa guarda-chuva chamada “X”, um conceito que o empresário de tecnologia lançou pela primeira vez em 2020.

CEO da Tesla Motors Elon Musk fala na fabricação Tesla Giga Texas “Cyber Rodeo” em Austin, Texas, em 7 de abril de 2022 (Suzanne Cordeiro/AFP via Getty Images)
CEO da Tesla Motors Elon Musk fala na fabricação Tesla Giga Texas “Cyber Rodeo” em Austin, Texas, em 7 de abril de 2022 (Suzanne Cordeiro/AFP via Getty Images)

Em sua forma mais ampla, essa empresa incluiria Tesla, SpaceX, Twitter, Neuralink e The Boring Company, contribuindo para uma empresa diversificada e multifacetada. Nos níveis atuais, as outras subsidiárias dessa hipotética corporação seriam ofuscadas pela Tesla, que é de longe o mais valioso dos interesses comerciais de Musk, com um valor de mercado de mais de 1 trilhão de dólares.

No entanto, uma empresa guarda-chuva tão eclética ainda está longe de ser concretizada, já que a aquisição do Twitter por Musk continua sendo um processo contínuo sem garantia de sucesso.

Ao longo da polêmica, Musk se apresentou como um defensor da liberdade de expressão, desiludido com as políticas de moderação e censura de conteúdo do Twitter. Os temores de que uma aquisição do Twitter por Musk pudesse resultar em uma política de informação mais aberta galvanizou a esquerda progressista, que reclama que as opiniões de Musk sobre liberdade de expressão teriam um efeito deletério sobre mulheres e minorias na plataforma.

Na terça-feira, Musk fez mais manchetes na batalha em andamento no Twitter, quando o magnata dos carros elétricos twittou: “_______ é a noite”. Embora enigmática, essa declaração é amplamente interpretada como uma referência ao romance “Tender is the Night”, de F. Scott Fitzgerald, aludindo ao conceito de “oferta pública” – uma proposta de compra de ações de uma empresa diretamente de acionistas, ignorando a aprovação da diretoria da empresa.

Musk tentou em grande parte manter suas cartas por perto durante grande parte do processo de aquisição, principalmente se recusando a elaborar seu “Plano B” caso a tentativa de aquisição do Twitter fracassasse.

No entanto, o empresário nascido na África do Sul aparentemente foi incapaz de resistir à tentação de dar dicas sobre suas intenções. Com a formação das três holdings mencionadas, Musk forneceu informações que podem ser valiosas para avaliar suas intenções futuras em sua luta contínua para adquirir o Twitter.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas