Dois americanos ganham Nobel de medicina pela descoberta de receptores de toque e calor

Por Lorenz Duchamps

Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2021 foi concedido a dois cientistas dos Estados Unidos pela descoberta de receptores para temperatura e tato, foi anunciado em 4 de outubro.

As descobertas dos cientistas da Califórnia David Julius e Ardem Patapoutian se concentraram no campo da somatossensação, mais comumente conhecido como sentido tátil, ou a capacidade do corpo de sentir.

“As descobertas inovadoras … nos permitiram compreender como calor, frio, e força mecânica pode iniciar os impulsos nervosos que nos permitem perceber e adaptar-se ao mundo que nos rodeia,” A associação Instituto Karolinska da Suécia disse em um comunicado  anunciando os vencedores do Nobel.

A descoberta profunda da dupla pode ter pavimentado o caminho para novas maneiras de tratar a dor ou até mesmo doenças cardíacas.

“Este estudo é usado para desenvolver tratamentos para uma ampla gama de condições de doença, incluindo a dor crónica”, disse a associação.

Julius, que trabalha na University of California – San Francisco, utilizou capsaicina, o componente ativo da pimenta malagueta que induz a sensação de queimação, para identificar os sensores nervosos que permitem que a pele responda ao calor, segundo a associação.

Patapoutian, que trabalha em um instituto de pesquisa em La Jolla, Califórnia, usou células sensoras sensíveis à pressão que respondem à estimulação mecânica na pele e órgãos internos para descobrir uma nova classe de sensores.

As descobertas levaram a um rápido aumento na compreensão dos cientistas de como nosso sistema nervoso sente o calor, o frio e a estimulação mecânica, identificando ligações críticas que faltavam na percepção da interação complexa entre nossos sentidos e o ambiente ao nosso redor.

“Quero dizer, dor, que está intimamente ligada à sensação de temperatura e tato. E sabemos que esses sistemas estão certamente envolvidos na transdução da dor ”, disse Thomas Perlmann, secretário-geral do Comitê do Nobel. “E também existe uma atividade, uma atividade bastante intensa em certos lugares e em algumas empresas para desenvolver novos medicamentos que possam ter um papel na dor – dor crônica, por exemplo.”

Em 2020, os cientistas americanos Harvey J. Alter e Charles M. Rice, juntamente com o cientista britânico Michael Houghton, ganharam o Prêmio Nobel de Medicina pela descoberta do vírus da hepatite C , uma importante fonte de doença hepática que afeta milhões de pessoas em todo o mundo.

O prestigiado prêmio Nobel vem com uma medalha de ouro e um prêmio em dinheiro de 10 milhões de coroas suecas (mais de US$ 1,14 milhão). O dinheiro vem de um legado deixado pelo criador do prêmio, o inventor sueco Alfred Nobel, que morreu em 1895.

Foi o primeiro Prêmio Nobel concedido este ano. Os outros prêmios são para trabalhos de destaque nas áreas de física, química, literatura, paz e economia.

A Associated Press contribuiu para este artigo.

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:

 

 
Matérias Relacionadas