Descobertas cem obras do pintor Caravaggio em Milão, Itália

Pesquisadores de História da Arte descobriram cem obras desconhecidas de Caravaggio, que agora estão disponíveis no site Amazon em dois e-books de 600 páginas com o título “Jovem Caravaggio – cem obras descobertas”. Seu valor estimado é de cerca de 700 milhões de euros.

A investigação de Maurício Bernardell Cruz e Adriana Coconi Fedrigolli concentrou-se nos anos em que a mãe do pintor, Lucia Aratori, pagou a custosa estadia de seu filho no porão do mestre de arte Simone Peterzano, entre 1584 e 1588, informou a agência de notícias Ansa.

Para Adriana, “é impossível que Caravaggio não tenha deixado qualquer evidência de suas atividades” durante esse período, acrescentou a Ansa.

Os pesquisadores revisaram todos os projetos de Peterzano que estão em propriedade do Castelo Sforzesco, pertencente ao município de Milão, e que contém 1.378 obras do mestre e dos alunos que trabalharam com ele, acrescenta o relatório.

Eles estudaram as primeiras pinturas conhecidas do autor e estabeleceram o conhecido ‘padrão geométrico’ dos rostos desenhados por Caravaggio.

Michelangelo Merisi, conhecido como Caravaggio, nasceu em Milão em 1571. Estudou no porão do pintor Simone Peterzano sobre realismo lombardo e renascentismo veneziano.

Esteve em contato com esta vertente artística quando Peterzano o levou em uma de suas viagens a Veneza, onde mais tarde conheceu o pintor Tintoretto.

Aos 20 anos, mudou-se para Roma. Entre as obras mais conhecidas do pintor estão o ‘Bacchino enfermo’, o ‘Jovem com o cesto de frutas’ e ‘Baco’, expostas em Florença.

Caravaggio provocou uma morte durante uma briga, por isso deixou Roma e passou a viver em Malta onde foi nomeado cavaleiro em 1608. Mais tarde, o pintor decidiu voltar à Itália.

Ele morreu jovem, aos 39 anos, devido à ‘febre maligna’ que contraiu após ser preso por engano na Praia de Porto Ercole, em Nápoles, em 1610, e passar dois dias na prisão. Seu corpo foi encontrado na mesma praia, enquanto tentava recuperar seus pertences, segundo a História da Arte.

O artista é conhecido por suas obras religiosas, como ‘A Madona e o peregrino’, ‘São Mateus e os anjos’, ‘A conversão de São Pedro’ e ‘As sete obras da Misericórdia’, de grande renome.

Recentemente, foi restaurado seu quadro ‘São Francisco em meditação’ pelo Ministério dos Bens Culturais de Milão.

Veja mais quadros no vídeo abaixo:

 
Matérias Relacionadas