Coreia do Norte afirma que testou novo sistema de lançamento de foguetes

Por Bowen Xiao

A Coreia do Norte afirmou em 1º de agosto que seu líder, Kim Jong Un, supervisionou o primeiro teste de lançamento de um novo sistema múltiplo de lançadores de foguetes no dia anterior, acrescentando que poderia melhorar sua capacidade de atingir alvos na Coreia do Sul e nos Estados Unidos.

Kim teria “comandado um teste de fogo de um sistema de foguetes guiados com lançamento de múltiplos calibres e múltiplos lançamentos em 31 de julho”, segundo a agência de notícias sul-coreana Yonhap.

A revelação, feita pela primeira vez em um relatório da Agência Coreana de Notícias da Coreia do Norte, foi diferente de uma avaliação anterior feita pelos militares da Coreia do Sul, que acredita que Pyongyang disparou mísseis balísticos de curto alcance em 31 de julho.

O Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul disse, em 31 de julho, que as armas avaliadas como mísseis voaram cerca de 249 km em um apogeu de 30 km – uma distância que seria suficiente para cobrir a região de Seul e uma grande base militar dos Estados Unidos ao sul da cidade. Os mísseis, apelidados de KN-23, são projetados para evitar sistemas de defesa de mísseis, sendo mais fáceis de esconder, lançar e manobrar.

“Se esses mísseis forem de fato os KN-23, que são um sistema de mísseis de curto alcance projetado pela Coreia do Norte, ele apresenta maiores desafios para sistemas de defesa e detecção de mísseis aliados devido às suas características únicas de voo e curto tempo de execução”, disse ele.

“Na frente diplomática, esses testes mais uma vez não demonstram boa fé em nome de Pyongyang para alcançar uma paz duradoura na península”, acrescentou Buchan.

Um alto funcionário do governo Trump disse ao Epoch Times que a Casa Branca está ciente dos relatórios, mas se recusou a fornecer mais comentários.

Os últimos lançamentos de mísseis vieram da cidade costeira de Wonsan. O relatório norte-coreano não mencionou diretamente os Estados Unidos ou a Coreia do Sul, mas especialistas dizem que isso pode representar uma séria ameaça à defesa sul-coreana.

A Coreia do Norte colocou milhares de lançadores de foguetes e peças de artilharia perto de sua fronteira com a Coreia do Sul e sua capacidade de devastar rapidamente a área metropolitana de Seul, onde cerca de metade dos sul-coreanos vivem, tem sido uma parte central de sua estratégia para deter a ação militar de seus rivais.

O relatório norte-coreano não forneceu descrições específicas de como seu sistema de foguetes se comportou. Ele disse que o teste confirmou a “eficácia de combate” do sistema.

A TV estatal norte-coreana também divulgou fotos que mostravam Kim, sorrindo com binóculos, observando os lançamentos de uma plataforma de observação e um foguete sobrevoando o que parecia ser um lançador instalado em um caminhão. A rede obscureceu as imagens do lançador e do veículo, aparentemente para limitar a análise externa do sistema.

O presidente Donald Trump se tornou o primeiro presidente dos Estados Unidos a entrar na Coreia do Norte, em 30 de junho, depois de ter sido recebido para cruzar a linha de demarcação na Zona Desmilitarizada (DMZ) por Kim.

A Associated Press contribuiu para este relatório

Siga Bowen no Twitter: @ BowenXiao3

 
Matérias Relacionadas