Coreia do Sul celebra aniversário do Buda com famosa parada (fotos)

Lanternas com o símbolo da suástica, o emblema do Buda, são carregadas pelas ruas de Seul na Parada das Lanternas de Lótus (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Lanternas com o símbolo da suástica, o emblema do Buda, são carregadas pelas ruas de Seul na Parada das Lanternas de Lótus (Jarrod Hall/The Epoch Times)

Na noite de sábado, 11 de maio, milhares de budistas sul-coreanos carregaram lanternas de papel pelas ruas do centro de Seul. A Parada das Lanternas de Lótus celebra a cultura e as tradições budistas coreanas e é um dos eventos anuais mais populares do país.

Um desfile de duas horas e meia lançou o Festival das Lanternas de Lótus, que dura uma semana e é realizado anualmente em maio para marcar o aniversário do Buda. O festival apresenta cerimônias budistas, espetáculos de música tradicional e dança ritual, bem como jogos populares, comida de templo e meditação.

“Este festival budista é realmente importante para mim, porque posso compartilhar aspectos do budismo com outras pessoas”, disse Amy Kim, uma estudante universitária de Seul. “Não é apenas sobre a crença; eu posso mostrar a outras pessoas que é assim que fazemos as coisas […] e isso me faz sentir orgulhosa.”

O festival é chamado Yeondeunghoe em coreano, que significa literalmente “acender lanterna”. O acendimento ou iluminação de lanternas para comemorar o aniversário do Buda tem sido observado na Coreia desde a Dinastia Goryeo há mais de mil anos. As lanternas simbolizam a luz da sabedoria.

Mulher admira as coloridas lanternas de papel no Templo Jogyesa em 4 de maio (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Estudantes voluntários preparam lanternas de papel na Universidade Dongguk para a Parada das Lanternas de Lótus em 8 de maio, três dias antes do evento. A Universidade Dongguk é uma antiga universidade budista na Coreia do Sul (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Budistas sul-coreanos dançam e comemoram numa demonstração antes da parada na Universidade Dongguk, no centro de Seul. Budistas de todo o país se reuniram aqui para a parada à tarde (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Lanternas de papel esperam na Universidade Dongguk para serem coletadas e acesas para a Parada das Lanternas de Lótus. Nas semanas ou mesmo meses antes do evento, comunidades budistas ao redor do país fazem lanternas coloridas para representarem seus templos na parada (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Devotos e visitantes se reúnem em torno da imagem principal do Buda no Templo Jogye no centro de Seul. O templo foi originalmente fundado em 1935 e é o núcleo principal da Escola Jogye do Budismo (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Lanternas gigantes modeladas como Budas ou divindades budistas são desfiladas pelas ruas de Seul (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Mulheres vestidas com trajes tradicionais coreanos, conhecidos como Hanbok, carregam lanternas de papel (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Lanternas de todos os tipos e tamanhos na parada em Seul (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Menino admira a Parada das Lanternas de Lótus dos ombros do pai (Jarrod Hall/The Epoch Times)
Lanternas no formato de caracteres coreanos (Jarrod Hall/The Epoch Times)

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas