Coreia do Norte confirma lançamento de míssil balístico submarino

Por Agência EFE

A Coreia do Norte anunciou na quarta-feira por meio da mídia oficial que o que disparou no dia anterior como teste foi um míssil balístico submarino (SLBM).

A agência KCNA garantiu que a Academia de Ciências da Defesa testou um SLBM em águas ao largo da costa nordeste da Coreia do Norte.

Na segunda-feira(18), o exército sul-coreano detectou o lançamento de um SLBM de curto alcance de tipo desconhecido no Mar do Japão (chamado de Mar do Leste nas duas Coreias) nas proximidades de Sinpo, uma cidade onde o regime tem seu centro de desenvolvimento de submarinos.

A KCNA disse que teve “sucesso no lançamento de teste de um novo tipo de SLBM” e que foi disparado do mesmo submarino a partir do qual a Coreia do Norte testou com sucesso seu primeiro SLBM em 2016.

Embora a KCNA tenha mostrado fotos do lançamento, não se sabe se o lançamento de terça-feira foi realmente realizado pelo submarino da classe Sinpo supostamente usado em 2016 ou se o SLBM foi disparado de uma plataforma submersível, normalmente a etapa anterior para testar este tipo de projéteis na fase inicial.

O míssil disparado aparentemente foi mostrado na semana anterior em uma exibição de Pyongyang cujo nome ainda não foi mencionado na mídia estatal norte-coreana.

O lançamento foi supervisionado por Yu Jin, um dos chefes de departamento do partido único norte-coreano, e não contou com a presença do líder Kim Jong-un.

A KCNA assegurou que o SLBM “no qual uma série de tecnologias avançadas de controle de orientação, como mobilidade de flanco e desvio vertical e deslizamento foram adicionadas”, contribuirá para “melhorar a capacidade operacional submarina” das forças navais norte-coreanas.

O lançamento norte-coreano, o quinto em pouco menos de cinco meses, parece destacar a intenção do regime de exibir suas novas tecnologias militares diante de um possível reinício do diálogo sobre desnuclearização, paralisado desde 2019.

A Casa Branca insistiu mais uma vez na terça-feira que está disposta a se reunir com Pyongyang a qualquer momento e sem pré-condições, uma oferta que os norte-coreanos rejeitaram até agora, possivelmente esperando que Washington faça uma oferta inicial maior, na opinião de muitos especialistas.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Siga o Epoch Times no Gettr

Veja também:

 
Matérias Relacionadas