China tem um dos mais altos índices de infidelidade no mundo

Por Sunny Chao, Epoch Times

Um relatório recente publicado por um professor chinês revelou que a China tem a maior proporção de pessoas envolvidas em casos extraconjugais.

Pan Suiming, professor da Universidade Renmin, realizou uma pesquisa nacional por quase duas décadas. Desde 2000, Pan Suiming coletou amostras aleatórias de todo o país a cada cinco anos.

Ele descobriu que o número de pessoas que cometiam adultério e infidelidade aumentava a cada ano, independentemente do sexo. Em comparação com outros países do mundo, a taxa em que as mulheres na China se envolveram em casos extraconjugais foi a mais alta: uma em cada 7,5 esposas teve casos extraconjugais. Os homens chineses eram ainda mais propensos a trapacear: um em cada três esposos teve casos extraconjugais.

Segundo a pesquisa, em 2000, a taxa para homens era de 11,8%; em 2015, subiu para 34,8%. Em 2015, a taxa chegou a 15% para as mulheres.

Os dados não incluem pessoas que não admitem ter casos.

Por que a moralidade do povo chinês está ruindo tão rapidamente?

Um relatório de maio de 2016 publicado no jornal Oriental Daily News, de Hong Kong, buscou explicar o fenômeno, observando que as autoridades do regime chinês, desde a mais baixa hierarquia até a alta liderança, tinham amantes, dando um mau exemplo para o resto da sociedade.

De acordo com uma biografia do ex-líder chinês Jiang Zemin, escrita por funcionários na edição chinesa do Epoch Times, “A pessoa Jiang Zemin”, Jiang era conhecido por ter várias amantes, incluindo a cantora Song Zuying, a âncora de TV Li Ruiying, a ex-ministra da educação Chen Zhili e a alta funcionária Huang Liman.

Sob a liderança de Jiang Zemin, seus confidentes e funcionários de confiança em todos os departamentos do exército chinês cometeram adultério.

O jornal taiwanês Liberty Times noticiou numa reportagem de 2 de novembro de 2015 que 95% dos funcionários do Partido Comunista Chinês tinham amantes. Muitos funcionários esbanjaram seu dinheiro ilícito com suas amantes. Por exemplo, o ex-diretor do Departamento de Construção da província de Jiangsu, Xu Qiyao, teve 146 amantes, incluindo uma mãe e filha. O ex-secretário do comitê do Partido na Universidade de Aviação de Nanchang, Wang Yanyan, aceitou suborno para ajudar sua amante a abrir um hotel, e mais tarde deu a outra amante participação acionária numa cafeteria no valor de 380 mil yuanes (cerca de US$ 60 mil).

Citando o relatório da Universidade Renmin mencionado acima, o Liberty Times informou recentemente que entre os funcionários presos por corrupção em 2012, 95% tiveram casos extraconjugais, 60% dos quais foram demitidos porque tinham amantes.

 
Matérias Relacionadas