Bolsonaro diz que tomará ‘medidas racionais’ diante de nova variante da covid-19

Por Agência EFE

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, afirmou na sexta-feira que tomará “medidas racionais” diante do surgimento de uma nova variante da covid-19, que acionou alertas globais, embora ele novamente se manifestar contra as medidas sociais isolamento.

“Tudo pode acontecer. Uma nova variante, um novo vírus. Mas o Brasil e o mundo não suportam um novo confinamento, seria condenar todos à miséria, que também leva à morte ”, disse o presidente em declarações a jornalistas após participar de formatura militar no Rio de Janeiro.

Bolsonaro pediu ainda que a população não fique “apavorada” com o surgimento da variante identificada na África do Sul, batizada de “omicron” e cujo potencial de transmissão pode ser muito maior.

“Temos que enfrentar a realidade sem entrar em pânico”, ele pediu.

Neste contexto, Bolsonaro indicou que manteve reuniões com as autoridades sanitárias do país após estas recomendarem a imposição de medidas restritivas aos passageiros de seis países africanos, onde foi detectada a circulação da variante.

No entanto, o presidente, que descartou o fechamento de aeroportos na sexta-feira, não mencionou possíveis restrições aos viajantes da África, mas destacou que o Brasil pode aplicar quarentena aos passageiros de voos procedentes da Argentina.

“Falamos sobre a Argentina: quem vem de carro da Argentina entra sem problemas. Quem vier de avião, quarentena por quatro dias. Então vou tomar medidas racionais. Carnaval por exemplo, não vou ao carnaval ”, afirmou.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 

 
Matérias Relacionadas