Após última provocação da Coreia do Norte, Havaí se prepara para ataque nuclear

Diante da ameaça real representada pela Coreia do Norte e seu programa nuclear, os habitantes do Havaí começarão a ouvir a partir desta sexta-feira (1°) uma sirene que os alertará de um ataque nuclear iminente.

O Attack Warning Tone (Tom de Alerta de Ataque, em português) será emitido nas ilhas no primeiro dia útil de cada mês.

O alerta tocará depois da sirene que a cada 30 dias avisa a comunidade sobre furacões e tsunamis. Desta forma, ele se tornará familiar e as pessoas saberão que, se for ouvido fora do horário estipulado, deverão buscar refúgio, de acordo com a Agência de Controle de Emergências do Havaí.

Agência de Controle de Emergências do Havaí se reúne com a imprensa
Agência de Controle de Emergências do Havaí se reúne com a imprensa

Esta é a primeira vez que uma sirene desse tipo é ouvida desde o fim da Guerra Fria.

Às 11h45min da manhã do primeiro dia útil de cada mês, um sinal de alerta constante será emitido pelos alto-falantes durante 50 segundos, seguido de uma pausa de 10 segundos e, logo depois, um sinal de “aviso de ataque” por 50 segundos.

Este será o som do alerta de ataque nuclear:

No caso de um ataque real, espera-se que 1,4 milhão de habitantes do Havaí busquem refúgio imediatamente depois de ouvir o sinal de alerta. Um sistema de alerta de emergência também transmitirá o sinal via TV e rádio.

Um sistema de alerta rápido é crucial para as ilhas havaianas, que estão a apenas 7.500 quilômetros da Coreia do Norte.

A população do Havaí terá aproximadamente 15 minutos para se abrigar. “Não é um tempo muito longo, mas é o suficiente para ter a chance de sobreviver”, disse Vern Miyagi, administrador da Agência de Controle de Emergências do Havaí, de acordo com a CNN.

Hoje (29), a ditadura norte-coreana desafiou mais uma vez o mundo e seus inimigos mais próximos ao lançar um novo míssil intercontinental com capacidade nuclear que viajou pelos céus por mil quilômetros.

Trajetória do míssil lançado nesta quarta-feira pela Coreia do Norte (Jung Yeon-je/AFP/Getty Images)
Trajetória do míssil lançado nesta quarta-feira pela Coreia do Norte (Jung Yeon-je/AFP/Getty Images)

O poderoso Hawsong-15, cujo teste teve a condenação de todo o planeta, foi lançado anteriormente.

Segundo Pyongyang, trata-se do “mais poderoso míssil balístico intercontinental que chegou ao estágio de conclusão”, informou a BBC.

O governo dos Estados Unidos condenou veementemente o lançamento realizado pela Coreia do Norte, “que ameaçou indiscriminadamente os vizinhos, a região e até a estabilidade global”, segundo o secretário de Estado Rex Tillerson.

O Conselho de Segurança das Nações Unidas fará uma reunião de emergência esta semana para discutir novas sanções contra o regime comunista norte-coreano.

Leia também:
Trump anuncia novas “grandes” sanções contra Coreia do Norte
Navios-fantasma da Coreia do Norte cheios de esqueletos à deriva no Pacífico
Lançamento de míssil da Coreia do Norte precede maior exercício da Força Aérea dos EUA

 
Matérias Relacionadas