Algumas palavras sobre dizeres chineses

Dizeres ou expressões idiomáticas chinesas retratam a essência e a sabedoria da história chinesa (Child Yu/The Epoch Times)

Dizeres ou expressões idiomáticas chinesas (成語, chéngyǔ) são um dos inestimáveis legados profundamente enraizados na cultura tradicional. Eles tornam a língua chinesa mais poderosa, funcional e fascinante. Também são a essência da língua, a herança da civilização, a sabedoria do povo e o microcosmo da história chinesa.

Um dizer pode ser uma palavra (num contexto preciso), uma frase e uma expressão que tem um sentido figurado e pode assim ser empregado e compreendido no uso comum. Dizeres chineses são profundos no conteúdo.

Há cerca de 14 mil expressões idiomáticas reunidas no ‘Dicionário de Dizeres’ do erudito Yongpei Song, publicado em 2000. Eles são mais ou menos consagrados pelo uso e aceitos pela prática. Há alguns dicionários de expressões idiomáticas que incluem até mesmo algumas fábulas e provérbios. As primeiras histórias sobre expressões idiomáticas remetem ao Período dos Reinos Combatentes (475-221 a.C.).

Muitos dizeres chineses têm relevo histórico e fazem alusões literárias. É difícil encontrar equivalentes exatos em outros idiomas para os dizeres chineses, que têm inúmeros desdobramentos e sempre oferecem mais por meio de sua análise. Por exemplo, “高山流水” (gāoshānliúshuǐ) [gāo (alto), shān (montanha), liú (fluxo/fluir), shuǐ (água)], de Yu Boya e Zhong Ziqi.

Através do refinamento da história e de sua propagação entre as pessoas de boca em boca, os dizeres chineses se tornaram profundos, significativos, claros e concisos e permitem que as pessoas aprendam sobre a história e os princípios chineses. Além disso, eles descrevem com precisão e vividamente a visão do povo chinês sobre a vida, a sociedade e outros conceitos filosóficos. Por exemplo, “明辨是非” (míngbiàn shì-fēi) [míng (claro/claramente), biàn (diferenciar), shì (certo), fēi (errado)] refere-se a “distinguir claramente entre o certo e o errado”.

Os dizeres chineses refletem as características da cultura tradicional chinesa e incorporam a evolução da cultura humanista chinesa ao longo de milhares de anos, permitindo que a moralidade e os princípios tradicionais chineses se aprofundassem e enraizassem na mente das pessoas.

Para os nossos leitores, selecionamos cerca de 150 histórias baseadas em expressão idiomáticas entre as mais comuns usadas. Cada artigo publicado gradualmente retratará e apresentará aspectos desses dizeres, sua história, uso e ilustração para sua melhor compreensão.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas.

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas