Publicado em 12/10/2016 às 17:53 - Atualizado em 12/10/2016 às 17:53

A partir de 2017, meninos também serão vacinados contra HPV

Ministério da Saúde alega que, assim, a prevenção contra o HPV terá maior alcance

O Ministério da Saúde tem intenção de formar parcerias com escolas da rede pública e particular para tornar mais fácil o acesso de meninos e meninas às doses contra o HPV e contra a meningite (Agência Brasil)

O Ministério da Saúde tem intenção de formar parcerias com escolas da rede pública e particular para tornar mais fácil o acesso de meninos e meninas às doses contra o HPV e contra a meningite (Agência Brasil)

O Ministério da Saúde informou que terá início em janeiro de 2017, pela rede pública de saúde, a vacinação contra o HPV para meninos de 12 a 13 anos, integrando o Calendário Nacional de Vacinação.

O Ministério alega que, assim, a prevenção contra o HPV, uma Doença Sexualmente Transmissível (DST), terá maior alcance. Meninos de 9 a 13 anos serão incluídos na vacinação de forma gradual até 2020.

Além de 99,5 mil crianças e jovens de 9 a 26 anos portadoras de HIV/Aids no Brasil, espera-se que sejam vacinados mais de 3,6 milhões de meninos em 2017. O governo comprará 6 milhões de doses por R$ 288,4 milhões, ao todo.

Contando com um intervalo de seis meses entre cada vacinação, serão ministradas duas doses para meninos e três doses para portadores de HIV. Neste último caso os intervalos serão de dois e seis meses, respectivamente, com a exigência de prescrição médica.

Leia também:
Unicamp desenvolve colírio que evita perda de visão em diabéticos
Escola no Uruguai ensina meditação para combater violência e “bullying”

O governo também anunciou a ampliação do período de vacinação contra a meningite C para adolescentes de ambos os sexos. Foram compradas 15 milhões de doses por R$ 656,5 milhões. O governo alega que é preciso reforçar o efeito da dose que já foi aplicada em crianças de 3, 5 e 12 meses, mas que, com o transcorrer do tempo, pode perder parte de seu efeito.

A coordenadora do Programa Nacional de Imunização, Carla Domingues, informou que o Ministério tem intenção de formar parcerias com escolas da rede pública e particular para tornar mais fácil o acesso de meninos e meninas às doses contra o HPV e contra a meningite.

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016