Xi Jinping anuncia “nova era socialista” para China em discurso no 19º Congresso

Xi Jinping lançou um novo slogan em seu discurso de abertura ao 19º Congresso Nacional.

A China florescerá sob “uma nova era de socialismo com características chinesas”, foi o tema de Xi em seu discurso de três horas e meia em Pequim. Dirigido aos membros do Partido que se reúnem a cada cinco anos para o conclave político, quando o Partido Comunista Chinês (PCC) anuncia a próxima geração de dirigentes de alto escalão, Xi descreveu um futuro no qual a ideologia do Partido levará a China a se tornar uma verdadeira potência global.

Os ouvintes podem supor que Xi, que deverá continuar governando por mais cinco anos, vê a si mesmo como o líder desta “nova era” da China, um termo mencionado 38 vezes durante seu longo discurso. Todo o congresso, que irá até 24 de outubro, é um evento altamente orquestrado, ainda que decifrar o jargão do partido no discurso de Xi seja útil para entender como ele planeja governar a China.

Xi passou os últimos cinco anos, desde que se tornou líder do regime chinês, consolidando seu poder, derrubando a facção opositora através de sua abrangente campanha anticorrupção. Seu discurso no 19º Congresso mostra um homem que tem o controle total do Partido, mas também um homem que teme que o Partido perca o controle da sociedade.

“Xi reitera uma e outra vez que o Partido é onipresente e o único caminho a seguir para a China. O governo, o exército, o povo e as escolas – norte, sul, leste, oeste e centro – o Partido governa todas as coisas”, disse ele.

Ele advertiu ser contra a aplicação “forçada” à China de estilos de governo ocidentais, anulando com isso as esperanças de uma verdadeira reforma política ao considerar o “socialismo com características chinesas” como o núcleo do passado, presente e futuro da China.

Em um dado momento, Xi explicou o que significa esta “nova era”: “O povo chinês que sofreu longas dificuldades dará as boas vindas e acolherá com aprovação um grande salto para levantar-se, tornar-se rico e poderoso”.

“Levantar-se” é uma referência ao discurso pronunciado em 1949 por Mao Zedong, que afirmou que os chineses se “levantaram” e triunfaram depois que o PCC assumiu a China, enquanto “enriquecer” é uma menção às reformas econômicas de Deng Xiaoping. Xi se vê como pertencente à mesma linhagem de Mao e Deng, e isso implica em que sua contribuição para o legado do PCC será permitir que a China se torne poderosa no cenário mundial.

Xi até estabeleceu um cronograma para o país: até 2035, a China se tornará uma sociedade na qual as necessidades materiais da população serão atendidas, enquanto em 2050 a China se tornará um “socialismo totalmente modernizado”.

Este vislumbre do futuro pode ser uma pista de que Xi pretende, segundo rumores, estender seu domínio para além da convenção do Partido estabelecida em dois períodos de cinco anos.

Leia também:
Xi Jinping está próximo de consolidar seu poder
Peticionários são últimos silenciados antes do 19º Congresso Nacional da China
Praticantes do Falun Dafa reprimidos poucos dias antes do Congresso do Partido

 
Matérias Relacionadas