“Voz do exílio cubano”, radialista de 92 anos morre nos Estados Unidos

Por EFE

Miami (EUA), 18 jul – Martha Flores, pioneira do rádio em língua espanhola de Miami, nos Estados Unidos, e que ficou conhecida como “A Rainha da Noite” e como a voz do exílio cubano, morreu neste sábado, aos 92 anos.

A locutora, que chegou aos EUA em 1959, pouco depois do êxito da revolução comandada por Fidel Castro na ilha caribenha, teve o falecimento confirmado pelo grupo de comunicação “Univision Miami”.

O último programa, “La Noche y Usted” (A Noite e Você), foi ao ar ontem, pela emissora “Radio Mambí”.

A trajetória como comunicadora começou ainda no ano de chegada à Miami, pela rádio “WMIE”, que veiculava parte da programação em espanhol. O show “La Voz de la Mujer” (A Voz da Mulher), abordava assuntos políticos e condenava o comunismo.

Desde então, Flores se tornou a “voz do exílio”, tendo passado pelas emissoras “La Fabulosa”, “Unión Radio”, “Cadena Azul”, “WQBA” e “Radio Mambí”, essa última, em que trabalhava desde 1996.

Além disso, atuou no teatro e fez apresentações musicais, logo depois de se dedicar exclusivamente ao rádio.

 
Matérias Relacionadas