Venezuela recebe remessa de ajuda humanitária do Irã

Oposição e os Estados Unidos já haviam manifestado sua preocupação com a relação entre Venezuela e Irã

Por VOA

O regime de Maduro anunciou na segunda-feira que recebeu uma remessa de ajuda humanitária iraniana, uma semana após a chegada do último dos cinco navios a gasolina enviados pelo Irã à nação sul-americana.

A informação foi divulgada pelo canal estadual Companhia aérea venezuelana Conviasa, sancionada pelos EUA por ter proporcionado ajuda, e contestada pelo Ministério da Comunicação e Informação do regime Nicolás Maduro.

O valor dessa ajuda humanitária não foi especificado.

A oposição e os Estados Unidos já haviam manifestado sua preocupação com a relação entre Venezuela e Irã.

Ricardo Menéndez, ministro ilegítimo do planejamento, recebeu a remessa e garantiu que eram “kits de teste diferentes” e “suprimentos médicos”. Menendez também disse que “o mais rápido possível” Maduro viajará para o Irã. O líder socialista fez um anúncio sobre isso em 1º de junho.

Hojjatollah Soltani, embaixador do Irã na Venezuela, também esteve presente para receber ajuda e disse que “fortaleceria a Venezuela” em sua luta contra o vírus do PCC, comumente conhecido como o novo coronavírus.

A Venezuela registrou 2.377 casos de COVID-19, conforme declarado pelo regime, e de acordo com especialistas em saúde, está em alto risco devido à epidemia que ocorre em meio ao colapso econômico, à má situação dos hospitais e serviços públicos básicos como água corrente.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas