Varetas da sorte alertam cidadãos de Hong Kong

A cada ano, no segundo dia do ano lunar chinês, o chefe do Heung Yee Kuk (Conselho Rural) vai ao Templo Che Kung saber a fortuna da região. Este ano, Hong Kong foi advertida como o desastre pode ser evitado num tempo de angústia.

Em 1º de fevereiro o sr. Lau Wong-fat foi queimar incenso, orar por bênçãos e pedir orientação para Hong Kong. Vestido com roupas tradicionais chinesas, ele balançou um tubo de bambu e a primeira das 96 varetas da sorte que saiu tinha o número 4.

O número 4 está ligado a este poema, que relata a fortuna: “Fortuna vem do céu, sem parcialidade. / Infortúnio não vem sem motivo a não ser que solicitado. / Palavras sérias com boas intenções naturalmente geram fortuna e eliminam potenciais desastres.”

Eventos perigosos

As fortunas podem ser alta (boa), média ou baixa (pobre). O número 4 é uma fortuna mediana. O conteúdo da fortuna é influenciado pelo ano.

No calendário chinês, o tempo está dividido em dois sistemas de base celeste e terrestre, e cada ano combina um elemento de cada sistema. A série de combinações perfaz um ciclo completo a cada 60 anos.

2014 é o ano de “Jia Wu”, ou ‘madeira e fogo’. A madeira alimenta o fogo, assim esta combinação de elementos pode levar a um perigoso ano de eventos importantes.

Os mais recentes ciclos “Jia Wu” foram difíceis para a China. Por exemplo, 1894 desencadeou a guerra Sino-Japonesa, que foi um ano doloroso para os chineses.

Ledor da sorte oficial

A leitura da fortuna no templo têm sido precisa nos últimos 10 anos.

O ledor da sorte oficial do templo acredita que a profecia deste ano significa que a fortuna ou azar está na própria mão das pessoas. Os habitantes de Hong Kong e o governo precisam se coordenar para fazer mais coisas boas e corretas para Hong Kong, disse o ledor, e então a fortuna naturalmente virá e os infortúnios se desfarão.

Repórteres perguntaram a Lau se o chefe-executivo Leung Chun-ying, que é considerado pró-Pequim, é uma benção ou maldição e que desgraça ele poderia trazer. Lau respondeu: “(Leung) não deveria fazer coisas que ele não deve fazer.”

Especialista em metafísica

Ng Pui-Fu, presidente da Associação de Metafísica do Templo Che Kung, achou o presságio não muito ruim, mas bastante claro: “A fortuna é envida por Deus, e há uma regra fixa, mas a própria maldição é autoinduzida. Deve-se fazer o melhor para fazer a coisa certa e o infortúnio se dissipará.”

Ng também disse que o presságio deste ano é muito melhor do que o de 2003, quando a epidemia de SARS estourou. Este ano, se você não fizer a coisa certa, haverá um desastre que ferirá Hong Kong, disse Ng.

Especialista em Feng Shui

De acordo com um especialista em Feng Shui, a fortuna é uma mensagem secreta para ajudar as pessoas de Hong Kong a evitarem infortúnios. “Boas intenções e bondade acumulada gerarão boa sorte e eliminarão possíveis desastres”, disse o especialista. “Então, tudo depende se as pessoas de Hong Kong acreditam ou não.”

“Isso significa que Hong Kong tem de usar a bondade para lutar bravamente, para se posicionar e manifestar, mas não para coordenar com um governador (pouco razoável). A escrita na vareta da sorte disse ‘bem-intencionado’, que se refere aos praticantes do Falun Gong que persistem em dizer a verdade à sociedade. Dê-lhes ouvidos atentos, essa é a única saída.”

Quando o chefe-executivo Leung tomou posse em 2012, a vareta no. 29 foi retirada. Um presságio mediano, disse Ng: “Quem está com o diabo, quem está com Deus? Por que não podemos distinguir entre Deus e o diabo? Acreditar no mal ou permanecermos justos? O céu e a terra saberão tudo!”

Conselheiro inspirado

Leung Yiu-chung, membro do Conselho Legislativo de Hong Kong, disse que sua interpretação do presságio era que as coisas se encaixariam para a efetivação da democracia que o povo de Hong Kong busca. “Mesmo que enfrentemos dificuldades, não devemos desistir facilmente”, disse Leung. “Devemos falar bravamente quando nos deparamos com a injustiça. Não ter medo e tentar arduamente.”

Leung acredita que a linha ‘Palavras sérias com boas intenções naturalmente geram fortuna e eliminam potenciais desastres’ sugere ao povo de Hong Kong que persista com bondade, tomando os praticantes do Falun Gong como um bom exemplo.

Leung disse que os praticantes da disciplina espiritual enfrentam uma repressão brutal do Partido Comunista Chinês (PCC), mas persistem em dizer sinceramente aos cidadãos nas ruas sobre o que é o Falun Gong e como ele é perseguido. “Temos de aprender com os praticantes do Falun Gong, continuar a esclarecer as coisas, não desistir”, disse Leung.

Leão vs. Dragão Vermelho

De acordo com o folclore, no passado, a região de Hong Kong foi aterrorizada por nove dragões malignos. Deuses enviaram um leão celestial para livrar-se deles e ficar de guarda. A Montanha da Pedra do Leão se tornou o símbolo de Hong Kong.

Entre os chineses é sabido que o símbolo do PCC é um dragão vermelho. Hong Kong seria uma terra abençoada, porque o leão tem suprimido o dragão do mal. Muitos fugiram da China comunista para Hong Kong, e assim os sentimentos anticomunistas sempre foram fortes e persistentes na cidade.

Em 22 de dezembro de 2013, o dia do solstício de inverno, os olhos da Pedra do Leão ficaram vermelhos. Siu Hung, um praticante do Falun Gong, que testemunhou o fenômeno, disse que tudo acontece por uma razão.

Siu Hung especulou que a vermelhidão dos olhos pode ter sido um aviso de que Hong Kong está em apuros. Ele disse que o presságio do Templo Che Kung dá ao povo de Hong Kong uma dica de como contornar o perigo. “No livro ‘Nove Comentários sobre o Partido Comunista’”, disse Siu Hung, “o PCC é controlado por um espírito maligno. As pessoas devem entender que Leung Chun-ying, aliado com o PCC, traz desastre para Hong Kong.”

Se os cidadãos de Hong Kong apoiarem a justiça e impedirem o PCC de arruinar Hong Kong, eles podem evitar a catástrofe, disse Siu Hung, e recomendou um poema que discute a superação do desastre, escrito pelo sr. Li Hongzhi, o fundador do Falun Gong.

Observe com tranquilidade

Caos no mundo, como um edifício oscilante
Desastre se aproxima e as pessoas não dão atenção
Cabeça e mãos se agitam, rejeitando a verdade
Boas palavras com seriedade não as fazem reconsiderar
Nada pedimos em troca e não temos desejos
É para salvá-los quando o desastre chegar
Não se esqueçam do porquê vieram a este mundo
Há razões para eras de reencarnação
A vida não é sobre emoção e ódio
Acalme a sua mente e observe
O darma que todos os seres têm aguardado chegou
A verdade terminará sua confusão e preocupação

“Observe com tranquilidade” foi publicado com permissão do FalunDafa.org

 
Matérias Relacionadas