O uso de florais em crianças

crianca pensando no sofa florais
As essências florais são uma maneira de ajudar o seu filho e a si próprio (Cortesia / Yyellowbird)

Nos últimos 14 anos, tenho trabalhado como terapeuta floral com crianças e famílias. As essências florais são uma forma de cura natural que efetua mudanças positivas na vida das pessoas, começando através da esfera emocional. Enquanto os florais curam e reparam os corpos energéticos mais sutis, o “chi” – ou força vital – começa a fluir renovando a vitalidade do corpo físico.

As essências florais abrangem um amplo espectro de questões ligadas à infância. Birras, alergias alimentares, fazer xixi na cama e dificuldades de aprendizagem são algumas questões que melhoram com o uso dos florais, em muitos casos desaparecendo completamente.

O primeiro ponto importante que devemos considerar é que as crianças, desde o nascimento até os sete anos, imitam seus pais. Esse espelhamento é muito parecido com o processo de produção de uma essência floral. As crianças estão absorvendo padrões familiares durante esses anos enquanto os seus corpos físicos estão se desenvolvendo ligados às impressões energéticas das forças vitais presentes no ambiente.

Quando se está bem, a criança está bem. Entretanto, isso pode ser frustrante, pois quando se está passando por dificuldades o filho também fica chateado. Assim, ao invés de tirar o tempo para recuperar o próprio equilíbrio, é necessário ajudar o filho.

O caldeirão da paternidade exige polir o próprio espelho e no processo de fazê-lo, deve-se olhar honestamente para a imagem que se vê à sua frente. Ao invés de dormir (mães sempre precisam de mais horas de sono!) ou de afastar-se, olhe seus filhos como seus professores. Isso exige que se permaneça acordado para aprender a testemunhar os padrões que eles estão mostrando.

Sobre a questão da imitação das crianças recém-nascidas até os sete anos, há outra razão que pode influenciá-las, tirando-as do equilíbrio ou tornando-as infelizes. Após polir o próprio espelho e honestamente avaliar a própria condição, caso conclua-se que se está em equilíbrio, pode ser que o filho seja muito sensível.

Georg Kulhewind, filósofo e autor húngaro, diz em seu livro “Crianças da Estrela” (Temple Lodge Press 2001): “Enquanto eu fazia o check-in no aeroporto de Hamburgo, na Alemanha, um jovem casal estava à minha frente; a mãe segurava um bebê de aproximadamente três ou quatro meses de idade em seus braços. De repente, o bebê virou-se e olhou para mim. Ele me olhou diretamente nos olhos, e eu fiquei profundamente abalado, porque esse não era um olhar de um bebê, mas de um adulto com muito auto-conhecimento, um sábio, ele parecia ver através de mim”.

Ao trabalhar com crianças de elevado auto-conhecimento é importante reconhecer quem elas são. Um desafio inicial pode se entender como o seu filho é diferente de você quando criança.

Sugere-se ler tanto quanto possível sobre como as crianças são nos dias de hoje; isso lhe tranquilizará e acalmará o seu filho, mostrará como aprender novas maneiras de se relacionar com ele. Proporcionar um ambiente de apoio e compreensão a ele é a primeira coisa que precisa para um descobrimento gracioso do seu propósito de existir.

Eu recomendo florais para crianças,  os  florais bem simples. Alguns dos meus favoritos que desenvolvo para o uso em crianças pequenas são: Camellia, King Protea, Strawberry, Iris, Hollyhock, Wisteria, Shasta Wild Rose, Blue Lotus, Cecil Brunner Rose Bud, Passion Flower e Magnolia.

Outras essências florais que funcionam bem com essa faixa etária são: Angelica, Button-of-Gold, Chamomile, Fairy Lantern, Lavender, Cherry Plum, Violet, Peach e Pink Lotus.

Há anos venho utilizando imagens com crianças e adolescentes como uma maneira intuitiva deles escolherem as essências florais que gostam e sentem que precisam.

Vá a uma, loja que venda produtos voltados à saúde alimentar e procure por essências florais, comece a experimentá-las, comprando uma por semana como um tratamento especial para sua família. Colecione as imagens das flores das embalagens; pode-se também buscá-las online ou em revistas. Para mantê-las, pode-se laminá-las ou, simplesmente, colocá-las em um álbum de fotos.

Quando a criança sente-se enjoada ou irritada, mostre o “livro das flores” para ela. Peça a ela para escolher a flor que mais gostou nesse momento.

Colocar algumas gotas de essência floral em um copo de suco ou de água pode gerar efeitos surpreendentes, com resultados benéficos. A sensibilidade das crianças é uma coisa boa; a capacidade deles saberem intuitivamente o que precisam pode ser muito útil quando necessita-se ajudá-los a se sentirem melhor.

Embora seja minha própria experiência de que as crianças são capazes de sentir uma essência floral que precisam ao ver imagens das flores, se seu filho não se adaptar a esse método, não perca a confiança no processo. Dê a ele um floral compatível com uma descrição por escrito do que ele sente.

Trabalhar com essências florais é uma aventura, e trazer as mensagens das flores para a sua vida é uma ótima maneira de experimentar renovada harmonia e aumento da vitalidade. Nesse meio dizemos que ao enviar alguém a uma loja de essências, ela terá o seu dia infundido em fragrância e beleza.

As essências florais são uma maneira de ajudar o seu filho e a si próprio. Usando-as em si mesmo, possibilitará que seu filho desfrute dos padrões positivos que suas essências estão trazendo para o ambiente.

Deborah Craydon CFEP é coautora do livro Acupuntura Floral, Aplicando as Essências Florais do Dr. Bach na Acupuntura.

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas