Uruguai avança em protocolo para exportar sorgo à China

Por EFE

China e Uruguai fizeram progressos em um protocolo de requisitos fitossanitários para a exportação de sorgo ao país asiático, informou nesta quarta-feira(03) o Ministério das Relações Exteriores uruguaio.

“Hoje, a China transmitiu sua conformidade com o texto base do Protocolo de Requisitos Fitossanitários para a exportação de sorgo do Uruguai. Este é um passo significativo para permitir as vendas nacionais deste produto para o país asiático”, destaca o texto.

A pasta acrescenta que este passo “é o resultado das excelentes relações entre os dois países” e da “articulação” da Embaixada chinesa no Uruguai com o Ministério das Relações Exteriores e o Ministério da Pecuária, Agricultura e Pescas do país sul-americano.

“Uma vez assinado, o Protocolo reforçará ainda mais os laços comerciais e de amizade entre Uruguai e China, com base na cooperação, no desenvolvimento verde, na segurança alimentar e no bem-estar de ambas as sociedades”, diz a nota.

Segundo o documento, o país asiático é o principal importador mundial de sorgo, motivo pelo qual o formato do protocolo “contribuirá para a diversificação das exportações uruguaias para esse país”.

De acordo com o relatório de comércio exterior emitido pela Agência de Promoção de Investimentos, Exportações e Imagem do País, Uruguai XXI, as vendas externas do país sul-americano no ano passado totalizaram US$ 11,549 bilhões.

“Em 2021, o aumento das exportações ocorreu em um contexto de aumento dos preços das mercadorias (matérias-primas), que são altamente exigidos pela China”, enfatiza o documento.

Naquele ano, as vendas para o país asiático alcançaram US$ 3,277 bilhões, 28% das exportações totais do Uruguai. Algumas das mercadorias envolvidas foram carne bovina, celulose e soja.

Em 13 de julho, o presidente Luis Lacalle Pou anunciou que Uruguai e China poderiam iniciar negociações para a assinatura de um Tratado de Livre-Comércio após a conclusão “positiva” do estudo de viabilidade que está sendo realizado por ambos os países.

Dias depois, durante a Cúpula do Mercosul, ressaltou que o seu país avançaria nas negociações e avisou os parceiros do Mercosul que a ideia é “ir todos juntos”.

“Esta não é uma iniciativa deste governo, é uma iniciativa de dois ou três governos para trás. Para ser claro, este é um sentimento nacional, não é o sentimento de um governo de coalizão, de avançar nesta direção, e se pudermos fazê-lo com os nossos parceiros, melhor”, disse o presidente uruguaio.

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas