Último toque acrescentado ao desenho de um dragão

“Chegar ao ponto” liberta um dragão. (S. M. Yang/The Epoch Times)

“O último toque acrescentado ao desenho de um dragão” é uma expressão chinesa que significa “chegar ao ponto”. Também pode ser usada para destacar importância. A expressão tem origem no seguinte conto:

Durante a Dinastia do Sul (d.C. 420-581), o general Sengyou Zhang era conhecido por sua grande habilidade de pintura. Suas pinturas foram registradas no livro “Pinturas famosas, vol. 7” da Dinastia Tang.

Uma vez, Sengyou Zhang foi convidado pelos monges do Templo Anle para desenhar dragões nas paredes. Sengyou desenhou quatro dragões nas paredes do templo, mas as pupilas dos dragões foram deixadas inacabadas.

Um monge lhe perguntou o motivo da omissão. Sengyou lhe disse que se ele desenhasse as pupilas, os dragões ganhariam vida e voariam para longe. O monge não acreditou e pediu que ele concluísse o trabalho.

Então, Sengyou Zhang desenhou as pupilas no primeiro dragão. Assim que os dois pontos foram acrescentados, relâmpagos e trovões repentinos trovejaram e brilharam. O dragão ganhou vida imediatamente e voou para longe. Os outros três dragões sem pupilas ainda estão lá.

Foi assim que o ditado, “o último toque acrescentado ao desenho de um dragão”, veio representar o quão importante é o último toque numa obra de arte ou em qualquer outra questão importante.

 
Matérias Relacionadas