Ucrânia dá passo em direção à UE enquanto batalhas no Donbass atingem ‘clímax assustador’

“Devemos libertar nossa terra e alcançar a vitória, mas mais rapidamente, muito mais rapidamente”, disse Zelenskyy

Por Reuters

KIEV – A Ucrânia será aceita como candidata para ingressar na União Europeia na quinta-feira, uma medida que aumentará o moral do país, já que a batalha com as tropas russas por duas cidades no leste atingiu o que uma autoridade chamou de “clímax feroz”.

Embora a aprovação do pedido do governo de Kiev pelos líderes da UE reunidos em Bruxelas seja apenas o começo do que será um processo de anos, isso significa uma enorme mudança geopolítica.

Sexta-feira marcará quatro meses desde que o presidente russo, Vladimir Putin, enviou tropas através da fronteira no que ele chama de “operação militar especial” parcialmente necessária por conta da invasão ocidental no que a Rússia vê como sua esfera de influência.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenskyy pediu aos aliados de seu país que acelerem o envio de armas pesadas para igualar seu poder de fogo com a Rússia no campo de batalha.

“Devemos libertar nossa terra e alcançar a vitória, mas mais rapidamente, muito mais rapidamente”, disse Zelenskyy em um discurso em vídeo na quinta-feira.

Os ataques aéreos e de artilharia maciços de Moscou visam destruir toda a região de Donbass, disse ele.

A guerra de atrito em Donbass – o coração industrial da Ucrânia – é mais crítica nas cidades gêmeas de Sievierodonetsk e Lysychansk, que se estendem pelo rio Siverskyi Donets, na província de Luhansk.

A batalha lá está “entrando em uma espécie de clímax assustador”, disse Oleksiy Arestovych, conselheiro de Zelenskyy.

As forças ucranianas estavam defendendo Sievierodonetsk e os assentamentos próximos de Zolote e Vovchoyrovka, disse o governador de Luhansk, Serhiy Gaidai, na quinta-feira, mas as forças russas capturaram Loskutivka e Rai-Oleksandrivka ao sul.

Centenas de civis estão presos em uma fábrica de produtos químicos em Sievierodonetsk, enquanto a Ucrânia e a Rússia disputam quem controla a cidade bombardeada.

Moscou diz que as forças ucranianas na cidade estão cercadas e encurraladas. Mas Gaidai disse à televisão ucraniana na quarta-feira que as forças russas não tinham controle total de Sievierodonetsk.

Gaidai disse que toda Lysychansk estava ao alcance do fogo russo.

“Para evitar o cerco, nosso comando poderia ordenar que as tropas recuassem para novas posições. Pode haver um reagrupamento depois de ontem à noite”, disse ele.

A agência de notícias TASS citou separatistas apoiados pela Rússia dizendo que Lysychansk agora estava cercada e sem suprimentos depois que uma estrada que liga a cidade à cidade de Sieviersk foi tomada.

A Reuters não conseguiu confirmar imediatamente a reportagem.

O Ministério da Defesa britânico disse que algumas unidades ucranianas se retiraram, provavelmente para evitar serem cercadas.

“As forças russas estão colocando o bolsão Lysychansk-Sievierodonetsk sob crescente pressão com esse avanço… no entanto, seus esforços para alcançar um cerco mais profundo para tomar o oeste de Donetsk Oblast permanecem paralisados”, disse o ministério no Twitter.

Zelenskyy disse que conversou com 11 líderes da UE na quarta-feira sobre a candidatura da Ucrânia e fará mais ligações na quinta-feira.

A chefe-executiva da União Europeia, Ursula von der Leyen, falando antes da cúpula de dois dias da UE em Bruxelas, disse: “A história está em marcha”.

Ela acrescentou: “Não estou falando apenas da guerra de agressão de Putin. Estou falando do vento da mudança que mais uma vez sopra em nosso continente”.

Assim como a Ucrânia, a Moldávia e a Geórgia também estão buscando ingressar na UE, marcando o que seria sua expansão mais ambiciosa desde as boas-vindas aos estados do Leste Europeu após a Guerra Fria.

A Rússia há muito se opõe ao estabelecimento de  laços mais estreitos entre a Ucrânia, uma ex-república soviética, e grupos ocidentais como a União Europeia e a aliança militar da OTAN.

Diplomatas dizem que a Ucrânia levará uma década ou mais para cumprir os critérios de adesão à UE.

Por Pavel Polityuk e Vitalii Hnidyi

 

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas