Publicado em - Atualizado em 10/11/2017 às 15:58

Uber e NASA firmam parceria para oferecer táxis aéreos

A ideia é ter um serviço que cubra os bairros com tarifas acessíveis para qualquer um

Uber e NASA firmam parceria para oferecer táxis aéreos (Internet)

Uber e NASA firmam parceria para oferecer táxis aéreos (Internet)

Uber fechou acordo com a NASA para desenvolver um software que administre rotas de táxi aéreo, de acordo com a emissora de televisão norte-americana Univision.

Este é o primeiro contrato formal de serviços da agência espacial que contempla o espaço aéreo em baixa altitude em vez do espaço exterior.

Seriam quatro rotas com as quais inicialmente seus serviços seriam oferecidos para assistência médica. Os primeiros testes deste serviço aéreo serão realizados em Los Angeles a partir de 2020.

Foram assinados uma série de contratos com empresas aeronáuticas para a construção de novas aeronaves que farão a decolagem e aterrissagem verticais. Uber só disponibilizará o software e receberá uma comissão por cada viagem.

O serviço que a empresa planeja apresentar a partir de 2023 vai se chamar “UberAir”, um serviço de táxi aéreo pago. Esses veículos aéreos terão a capacidade de voar à velocidade de 321 quilômetros por hora e levar até 4 pessoas.

A empresa explica que o UberAIR não será como UberChopper, uma vez que este último foi criado como um serviço de luxo cujo preço é muito elevado. Em vez disso, o novo projeto quer ser algo próximo ao UberX, onde a ideia é ter um serviço que cubra os bairros com tarifas acessíveis para qualquer um, informa o site Xataka.

O site relata que o Uber já tem o apoio do governo de Los Angeles e agora só falta o certificado de operação da Administração Federal de Aviação (FAA), que o classifica como “avião comercial” e, portanto, requer do Uber pelo menos dois anos de testes.

Antes de implementar este projeto, eles precisam especificar as medidas de segurança da aeronave e os detalhes sobre a confiabilidade das baterias. Uma vez aprovado, receberão a licença de serviço e poderão começar com o atendimento ao público, que está previsto para 2023.

Uber também está considerando levar o projeto para as cidades do Texas e Dallas, cidades com muitos engarrafamentos.

Leia também:
MAREA: cabo submarino que liga EUA e Espanha está pronto
Vladimir Putin adverte: supersoldados “são piores que bomba nuclear”
Facebook afirma não estar espionando ligações de telefone, mas pessoas não estão convencidas

Todo conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada. Para reproduzir a matéria, é necessário apenas dar crédito ao Epoch Times em Português e para o repórter da matéria.
Leia a diferença. Epoch Times Todos os direitos reservados © 2000-2016