TV fechada para as “autoridades” do TCU também entra na nossa conta

TCU tem nove ministros e a área de comunicação, mas serão 22 pontos de TV para incluir "autoridades"

Por Diário do Poder

O Tribunal de Contas da União (TCU) fiscaliza as contas de governos e outras entidades com um rigor que não parece se aplicar às próprias despesas. A contratação de TV por assinatura, por exemplo, será por conta do pagador de imposto para atender “todos os pontos demandados”. Isso inclui, segundo o tribunal, além da comunicação social e dos gabinetes dos ministros, as “salas de autoridades”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Ao que parece, o TCU tem mais autoridades que ministros: são nove ministros e a área de comunicação, mas serão 22 pontos de TV.

O pregão prevê gastos de R$ 5 mil mensais para disponibilizar canais de notícias nacionais e internacionais, TVs Câmara, Senado e Justiça.

O TCU alega que canais internacionais não encarecem o serviço e se justificam pela atuação com órgãos de fiscalização superior no exterior.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas