Tudo igual no novo Maracanã

Na reabertura oficial do estádio, Brasil e Inglaterra fazem bom jogo e ficam no empate
Neymar disputa com Michael Carrick, da Inglaterra, durante o amistoso entre Brasil e Inglaterra, que reinaugurou o Estádio do Maracanã em 2 de junho de 2013 (Laurence Griffiths / Getty Images)
Neymar disputa com Michael Carrick, da Inglaterra, durante o amistoso que reinaugurou o Maracanã em 2 de junho de 2013 (Laurence Griffiths / Getty Images)

RIO DE JANEIRO – Brasil e Inglaterra fizeram uma partida movimentada na tarde deste domingo (2) no Maracanã que terminou em empate por 2 a 2, com gols de Fred e Paulinho para a Seleção Canarinho e Chamberlain e Rooney para o English Team.  O amistoso contou com um público pagante de 57.820 torcedores e marcou a reinauguração oficial do Estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, que receberá três partidas da Copa das Confederações: México x Itália, dia 16, Espanha x Taiti, 20, e a grande final da competição, marcada para o dia 30 de junho.

No primeiro tempo, o Brasil se saiu melhor na partida. Com toques rápidos e imprimindo velocidade a suas ações ofensivas, a equipe brasileira conseguiu envolver a marcação inglesa, que manteve uma postura cautelosa. Com duas linhas de quatro, o time inglês buscou jogar no erro dos brasileiros para chegar ao gol em contra-ataques.

O Brasil teve sua primeira oportunidade clara aos 18 minutos com Neymar. Após uma bola cruzada para a área, a zaga inglesa falhou e a redonda sobrou para o atacante brasileiro, mas Hart fechou bem o ângulo e conseguiu defender.  Aos 22 minutos, Neymar fez boa jogada pelo meio, cortou para a direita e bateu com perigo. A bola passou rente à trave de Hart. A nova contratação do Barcelona dava trabalho aos ingleses e fazia o seu melhor jogo pela seleção, muito por conta da maneira como Felipão o escalou, com liberdade para se movimentar e sem se prender a uma determinada faixa do campo. A Inglaterra, por sua vez, chegou perigosamente com Walcott, que recebeu bom passe pela direita e chutou de dentro da área em cima de Júlio César.

Roy Hodgson, técnico inglês, reflete atento com Luiz Felipe Scolari ao fundo durante amistoso Brasil x Inglaterra no novo estádio do Maracanã 2 de junho de 2013 (Vanderlei Almeida / AFP / Getty Images)
Roy Hodgson, técnico inglês, reflete atento com Luiz Felipe Scolari ao fundo durante amistoso Brasil x Inglaterra no novo estádio do Maracanã em 2 de junho de 2013 (Vanderlei Almeida / AFP / Getty Images)

No segundo tempo, Felipão trocou Filipe Luis e Luiz Gustavo por Marcelo e Hernanes. Mexida ousada do treinador, especialmente a entrada de Hernanes, que é menos marcador que Luiz Gustavo. Com isso, o Brasil ganhou mais força ofensiva e aos 12 minutos chegou ao gol: após tiro na trave de Hernanes, Fred aproveitou a sobra e abriu o placar.

Diante da desvantagem, o técnico inglês Roy Hodgson também ousou: pôs o meia-atacante Chamberlain no lugar do lateral Glen Johnson. Com a falta de um volante marcador no meio, o Brasil passou a ter mais dificuldades na marcação e aos 22 minutos viu a Inglaterra empatar com Chamberlain, que chutou forte e rasteiro no canto direito de Júlio César após troca de passes pelo meio.

Com a marcação frouxa no meio-campo, Felipão trocou Hulk pelo volante Fernando, mas não foi suficiente para impedir a virada da Inglaterra. Aos 34, Rooney, a grande estrela do time de Roy Hodgson que esteve sumido até então, carregou a bola até a entrada da área antes de emendar num belo chute que, mesmo resvalando em Fernando, entrou no ângulo superior do gol brasileiro.

Quando o jogo parecia caminhar para mais uma derrota brasileira frente aos ingleses, aos 37 Lucas – que entrara na vaga de Oscar – cruzou da direita e Paulinho pegou de primeira dentro da área: 2 a 2.

Daí em diante, com o claro desgaste das duas equipes, o jogo foi levado em “banho-maria”, com nenhuma das equipes se arriscando no ataque, até terminar em igualdade no placar.

Agora, o Brasil enfrenta a França em amistoso no próximo domingo (9), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre. Mais um teste para a Copa das Confederações, a partida será também grande oportunidade para a seleção brasileira conquistar uma vitória sobre um adversário de grande nível, que não vem desde 2009.

Brazil v England - International Friendly
Visão geral do estádio do Maracanã recentemente reformado, durante o amistoso entre Brasil e Inglaterra em 2 de junho de 2013 (Friedemann Vogel / Getty Images)
FBL-WC2014-FRIENDLY-BRA-ENG
Fred comemora após marcar o primeiro gol do Brasil contra a Inglaterra durante o amistoso no estádio do Maracanã (Yasuyoshi Chiba / AFP / Getty Images)
Brazil v England - International Friendly
Wayne Rooney marca o segundo gol da Inglaterra durante o jogo amistoso no Maracanã em 2 junho de 2013 (Laurence Griffiths / Getty Images)
FBL-WC2014-FRIENDLY-BRA-ENG
Jogadores ingleses e brasileiros posam para fotógrafos antes da partida de reinauguração do Maracanã, Rio de Janeiro, 2 de junho de 2013 (Yasuyoshi Chiba / AFP / Getty Images)

 

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas