TSE barra indicação de advogado que é contra o lockdown para TRE-MA

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quarta-feira (17) barrar a indicação do advogado Roberto Charles de Menezes Dias para assumir um cargo no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA). Em uma tentativa de se justificar, o TSE alegou que o candidato é contra as medidas de lockdown.

Segundo o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, com relação ao candidato barrado, “a questão é a falta de neutralidade, imparcialidade, sobretudo em relação àquele que será jurisdicionado no Tribunal Regional Eleitoral, que é o governador do Estado”, apontou o ministro.

Em alguns vídeos publicados nas redes sociais, o advogado chegou a afirmar que o isolamento é um “circo” imposto por autoridades do estado.

“Somos todos, para o governador do estado, massa de manobra. Ou ainda peões que podem ser sacrificados neste jogo para que ele possa alcançar o seu objetivo nefasto de implantar a ideologia que ele defende nesse país”, disse o advogado.

Indicado para uma das vagas da lista tríplice do TRE-MA, o nome de Menezes Dias teria que ser aprovado pelo TSE e encaminhado ao presidente da República, que, por sua vez, escolheria um dos três nomes.

No entanto, o TSE recusou o nome do advogado, que é contra as medidas de lockdown, mandando o TRE-MA substituir o candidato por outro nome.

Segundo Menezes Dias, o lockdown no Maranhão foi provocado “de forma irresponsável por um conluio formado entre um juiz incompetente e ideologicamente comprometido, pelo Ministério Público, subserviente, e pelo governador, proporcionou um grande êxodo dos habitantes da ilha de são Luís para cidades do interior”.

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas