Trump sugere sua candidatura a 2024, critica Biden e pede unidade do Partido Republicano

Por Ivan Pentchoukov

ORLANDO, Flórida – Em seu primeiro discurso desde que deixou a Casa Branca, o ex-presidente Donald Trump declarou que seu movimento “America First” está longe do fim, criticou o governo Biden, traçou o rumo para o futuro do Partido Republicano e deu a entender que ele pode concorrer à presidência novamente em 2024.

Falando para uma multidão energizada na Conferência Anual de Ação Política Conservadora ( CPAC ), Trump disse que o presidente Joe Biden teve o “primeiro mês mais desastroso de qualquer presidente da história moderna”. Trump alertou que Biden seguiu um caminho socialista radical que pode levar ao comunismo.

“Vamos salvar e fortalecer a América, e lutaremos contra o furioso ataque do radicalismo, socialismo e, de fato, tudo leva ao comunismo”, disse Trump.

“Todos nós sabíamos que o governo Biden seria ruim, mas nenhum de nós imaginava o quão ruim eles seriam e o quão longe eles iriam.”

Trump dedicou uma parte significativa do discurso a uma crítica às primeiras ações de Biden sobre a imigração. Ele disse que a reversão de Biden em suas ações sobre a imigração levou a uma enxurrada de imigrantes ilegais, especialmente menores.

“As políticas radicais de imigração de Biden não são apenas ilegais – são imorais, não têm alma e são uma traição aos valores centrais de nossa nação”, disse ele.

Trump estimou que apenas as políticas de imigração de Biden são suficientes para os democratas perderem a Casa Branca em 2024. Ele então sugeriu uma possível candidatura presidencial.

“Quem sabe ele pode até decidir vencê-los pela terceira vez”, disse Trump, sendo aplaudido de pé pelo público.

Trump pediu a Biden que reabrisse as escolas e acusou o presidente de agir a mando dos sindicatos de professores, que relutam em reabrir. Ele se gabou do sucesso de seu governo em lidar com a pandemia do vírus do PCC .

Trump também criticou Biden por voltar à Organização Mundial da Saúde ( OMS ), por cancelar o oleoduto Keystone XL e voltar ao acordo climático de Paris .

Trump abordou a cisão no Partido Republicano promovida por um pequeno número de republicanos que votaram pelo impeachment e condenação antes que o Senado absolvesse o ex-presidente. Trump nomeou cada republicano que votou contra ele nominalmente.

“O Partido Republicano está unido. A única divisão é entre um punhado de políticos do establishment barato em Washington, DC, e todos os outros em todo o país ”, disse Trump.

O ex-presidente afirmou que não tem interesse em formar um terceiro partido político, dizendo “nós temos o Partido Republicano”.

Os comentários de Trump caracterizaram sua primeira aparição pública desde que deixou a Casa Branca em 20 de janeiro. Ele foi bloqueado pelo Twitter e pelo Facebook antes de deixar o cargo, agravando sua ausência dos holofotes. O ex-presidente disse: “chegou a hora de acabar com os monopólios da Big Tech”.

A posição de Trump como líder do movimento conservador ficou clara durante quatro dias de discursos e painéis no CPAC, e a multidão frequentemente gritava de entusiasmo quando o nome de Trump era mencionado. Nenhum dos palestrantes criticou o ex-presidente.

Uma pesquisa realizada na conferência mostrou que 95% dos participantes desejam que as políticas de Trump continuem e 97% aprovaram seu desempenho no cargo. Trump também obteve mais de duas vezes o apoio de qualquer outro candidato republicano em uma votação presidencial hipotética de 2024. O governador da Flórida, Ron DeSantis, recebeu 21% dos votos em comparação com 55% que elegeram Trump.

Trump mapeou a agenda do Partido Republicano, identificando a integridade eleitoral como uma prioridade. Ele disse que as eleições foram “fraudadas”, provocando um grito de “vencemos” na multidão. Ele também disse que a Suprema Corte não teve a “coragem” de aceitar a disputa eleitoral no Texas.

O discurso muitas vezes lembrava seus discursos de comício de assinatura com uma mensagem semelhante à de uma plataforma de campanha.

“Acreditamos em enfrentar a China, encerrando a terceirização, retomando nossas fábricas e cadeias de suprimentos e garantindo que a América, e não a China, domine o futuro”, disse ele. “As empresas que saem dos Estados Unidos para criar empregos na China e em outros países que nos roubam há anos não devem ser recompensadas; tarifas deveriam ser impostas a eles, deveriam ser multados e punidos ”.

“O futuro do Partido Republicano é como um partido que defende os interesses e valores sociais, econômicos e culturais das famílias trabalhadoras americanas – de todas as raças, de todas as cores e de todos os credos”, disse Trump. “Os republicanos acreditam que as necessidades dos cidadãos devem estar em primeiro lugar.”

Siga Ivan no Twitter: @ivanpentchoukov

Entre para nosso grupo do Telegram.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas