Trump se empenha em reconstruir infraestrutura dos EUA

É hora de modernizar a infraestrutura dos Estados Unidos, dizem os líderes empresariais, já que ela está desatualizada e retardando a recuperação da economia.

O presidente norte-americano Donald Trump anunciou que lançaria seus planos sobre infraestrutura em breve. Sua administração está trabalhando para modernizar a “infraestrutura erodida, estimulando um investimento de US$ 1 trilhão”, disse ele durante uma reunião com prefeitos na Casa Branca em 24 de janeiro.

“Isso, na verdade, provavelmente acabará alcançando cerca de US$ 1,7 trilhão”, disse Trump.

O plano seria divulgado no discurso anual do Estado da União em 30 de janeiro e mais detalhes serão compartilhados após seu discurso, disse Trump.

Leia também:
• EUA: Perspectiva econômica é excelente
• Burocracia estatal: imposto oculto sobre crescimento
• EUA: Trump divulga quedas recordes nas taxas de desemprego

Sua administração está fazendo parceria com os governos estaduais e locais para encontrar as melhores maneiras de reconstruir estradas, pontes, vias navegáveis ​​e aeroportos, “dentro do prazo” e “dentro do orçamento”, disse Trump.

Ele também falou sobre os progressos realizados na obtenção de permissões para investimentos em infraestrutura.

“Trabalhamos com o Congresso para simplificar o processo de aprovação e permissão para que não demore mais de dois anos, em vez de, em média, 10, 12 ou 17 anos para construir uma estrada simples”, disse ele.

Em 15 de agosto, Trump assinou uma ordem executiva para acelerar o processo de revisão e permissão ambiental. A ordem visa corrigir o fragmentado sistema de aprovação e estabelecer um prazo de dois anos para processar os documentos para grandes projetos de infraestrutura.

“Os construtores de estradas precisam de até 16 aprovações diferentes, concedidas por meio de nove diferentes agências federais que se enquadram em 29 estatutos diferentes”, disse ele durante seu discurso em Nova York depois de assinar a ordem executiva.

A ordem executiva exige “uma decisão federal” segundo a qual a agência principal trabalhará com outras agências relevantes para decidir se um projeto de infraestrutura avançará.

Trump disse que os construtores não teriam mais de aguardar 17 anos para obter uma aprovação ou rejeição.

“Vocês irão avisá-los. Se não queremos uma rodovia, se não queremos algo construído, vocês os informarão rapidamente.”

O anúncio veio depois que um suposto esboço do plano de infraestrutura da gestão Trump vazou para a imprensa.

De acordo com uma reportagem da Axios, o esboço do plano visaria abordar as questões de transporte, banda larga, água e resíduos de esgoto/lixo, energia elétrica e recursos hídricos nas áreas rurais.

“O esboço também diz que os estados seriam ‘incentivados a fazerem parcerias com investimentos locais e privados para a conclusão e operação dos projetos’”, afirmou a reportagem da Axios.

A Casa Branca se recusou a comentar o conteúdo do documento vazado, mas disse que anunciaria o plano em breve.

Leia também:
• Trump convoca democratas e republicanos para negociarem sobre imigração e segurança de fronteira
• EUA: altos funcionários do FBI discutem ‘sociedade secreta’ trabalhando contra Trump
• EUA: Adeus neutralidade da rede, olá competição
• A reforma tributária corporativa nos EUA e seu efeito dominó internacional
• Maioria dos economistas concorda: Trump está impulsionando mercado, crescimento e emprego

 
Matérias Relacionadas