Trump pede que ONU faça China “prestar contas por infectar o mundo”

Por Agência EFE

Nações Unidas, 22 set – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pediu nesta terça-feira para que a ONU obrigue a China a “prestar contas por infectar o mundo” com a Covid-19, e afirmou que a Organização Mundial da Saúde (OMS) é “praticamente controlada” pelo governo chinês.

“As Nações Unidas devem fazer a China prestar contas por seus atos” relacionados à pandemia, disse Trump em seu quarto discurso diante da Assembleia Geral da ONU, desta vez por vídeo.

“Nos primeiros dias do vírus, a China proibiu viagens a nível doméstico enquanto permitia que os voos saíssem da China e infectassem o mundo”, denunciou o mandatário.

Trump destacou que “o governo chinês e a OMS, que é praticamente controlada pela China, declararam, falsamente, que não havia provas de transmissão entre humanos” e, depois, “disseram, falsamente, que as pessoas assintomáticas não contagiariam”.

O político republicano culpou repetidamente China e OMS pelo impacto da pandemia nos EUA, o país mais afetado do mundo, com quase 200 mil mortes e 6,8 milhões de casos confirmados da doença.

Trump descreveu o combate à Covid-19 como “uma grande luta global” de proporções similares à que levou à criação da ONU, há 75 anos, e voltou a descrever o coronavírus Sars-CoV-2 como “o vírus chinês”.

“Lançamos (nos Estados Unidos) a mobilização mais agressiva desde a Segunda Guerra Mundial. Distribuiremos uma vacina, derrotaremos o vírus, acabaremos com a pandemia e entraremos em uma nova era de prosperidade, cooperação e paz sem precedentes”, prometeu.

Além disso, Trump atacou a política ambiental da China, ao afirmar que “as emissões de carbono” do país asiático são “quase o dobro que as dos EUA e estão crescendo rapidamente”.

“Quem ataca o excepcional histórico ambiental dos EUA enquanto ignora a poluição da China não está interessado no meio ambiente”, comentou o presidente americano, que iniciou o processo para retirar o país do Acordo de Paris.

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas