Trump janta com 15 líderes empresariais europeus que elogiam reforma fiscal e prometem bilhões em novos investimentos

Líderes de 15 grandes corporações europeias elogiaram as reformas tributárias do presidente norte-americano Donald Trump e prometeram bilhões em novos investimentos nos Estados Unidos durante um jantar com o presidente Trump na quinta-feira, 25 de janeiro, durante o Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça.

Executivos de empresas como Siemens, Volvo e Bayer anunciaram investimentos futuros em seus mercados nos EUA, todos estimulados pelas reformas econômicas de Trump e pela desregulamentação ou redução da burocracia.

Leia também:
• Anistia para 1,8 milhão: Casa Branca publica plano de imigração
• EUA: memorando do Congresso revela tentativa de golpe contra Trump
• Trump se empenha em reconstruir infraestrutura dos EUA

Joe Kaeser, CEO da Siemens, disse que sua empresa desenvolverá sua próxima geração de turbinas a gás em Charlotte, Carolina do Norte, como resultado direto dos cortes de impostos de Trump.

“Parabéns pela sua reforma tributária”, disse Kaeser, cuja empresa emprega 56 mil pessoas nos Estados Unidos. “Você disse que isso é o que você faria. Você construiu e nós iremos.”

Durante a campanha presidencial, Trump prometeu reduzir os impostos e cumpriu sua promessa no seu primeiro ano no cargo. A taxa de imposto corporativo foi reduzida de 35% para 21% na lei aprovada pelos republicanos. Nenhum democrata votou a favor da medida.

EUA, Trump, Davos, Fórum Econômico Mundial, reforma tributária, reforma fiscal, impostos, burocracia, desregulamentação, investimento, emprego, economia - O presidente norte-americano Donald Trump num jantar de trabalho com líderes empresários europeus durante o encontro anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, em 25 de janeiro de 2018 (Nicholas Kamm/AFP/Getty Images)
O presidente norte-americano Donald Trump num jantar de trabalho com líderes empresários europeus durante o encontro anual do Fórum Econômico Mundial em Davos, Suíça, em 25 de janeiro de 2018 (Nicholas Kamm/AFP/Getty Images)

Patrick Pouyanne, CEO da quarta maior empresa mundial de petróleo e gás, a Total SA, disse à Trump que sua empresa investirá US$ 3 bilhões em empreendimentos petroquímicos no Texas, criando 1.500 novos empregos. A Total também está investindo US$ 2 bilhões em energia renovável.

“Faremos mais com sua reforma fiscal”, disse Pouyanne.

Os CEOs da Nestlé, Nokia e Statoil também agradeceram a Trump pelo que ele fez nos Estados Unidos.

“Estamos entusiasmados com o que está ocorrendo nos EUA”, disse Mark Schneider, CEO da Nestlé, que contrata 50 mil pessoas nos EUA.

Os CEOs da Volvo, Bayer e Anheuser-Busch também anunciaram vários bilhões de investimentos.

“Gostaria de parabenizá-lo pela reforma tributária”, disse Eldar Saetre, CEO da Statoil. “Essa é realmente uma boa notícia para todos nós aqui.”

As reformas tributárias de Trump resultaram numa fortuna inesperada para as empresas que operam nos EUA. Mais de três milhões de americanos receberam ou estão programados para receber bônus de até US$ 3 mil de empresas como a Apple, Visa, Walmart, Home Depot e IAT Insurance, de acordo com a organização Americans for Tax Reform.

Vas Narasimhan, CEO da fabricante farmacêutica suíça Novartis, agradeceu a Trump, particularmente por nomear uma “grande liderança” para gerenciar a Administração de Drogas e Alimentos (FDA, na sigla em inglês).

“Estamos satisfeitos com a reforma tributária, mas também muito satisfeitos com o grande progresso na FDA”, disse Narasimhan. “Nós acreditamos que você tem uma ótima equipe de liderança lá e eles estão fazendo todas as coisas certas para acelerar a inovação.”

Bill McDermott, CEO da gigante de software alemã SAP [Sistemas, Aplicativos e Produtos em Processamento de Dados], encerrou a rodada de anúncios ao apontar que a maioria das pessoas na mesa eram seus clientes.

“É incrível ver todos os seus clientes conversarem sobre a adição de empregos e o crescimento de seus negócios”, disse McDermott. “É de fato um verdadeiro tributo ao impulso que você [Trump] criou na economia global, por isso agradeço-lhe muito.”

NTD Television

Leia também:
• Trump leva sucesso dos EUA a Davos para Fórum Econômico Mundial
• EUA: Perspectiva econômica é excelente
• Burocracia estatal: imposto oculto sobre crescimento
• EUA: Trump divulga quedas recordes nas taxas de desemprego
• EUA: Adeus neutralidade da rede, olá competição
• A reforma tributária corporativa nos EUA e seu efeito dominó internacional
• New York Times aparece no topo da lista do presidente Trump sobre Notícias Falsas
• EUA: altos funcionários do FBI discutem ‘sociedade secreta’ trabalhando contra Trump
• Maioria dos economistas concorda: Trump está impulsionando mercado, crescimento e emprego

 
Matérias Relacionadas