Trump diz aos governadores que eles são ‘fracos’ e exorta-os a tomar uma ação enérgica contra os distúrbios

"Violência, roubo, anarquia, desordem, não devem ser tolerados"

Por Jack Phillips

O presidente Donald Trump disse para os governadores reprimirem os manifestantes e os distúrbios violentos nos Estados Unidos, de acordo com vários meios de comunicação que publicaram as transcrições da chamada.

A secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, disse mais tarde em uma entrevista com jornalistas da Casa Branca que Trump pediu aos governadores que atuassem e usassem tropas da Guarda Nacional.

“O presidente deixou claro que o que estamos vendo nas ruas dos Estados Unidos é inaceitável”, disse McEnany. “Violência, roubo, anarquia, desordem, não devem ser tolerados”.

Trump, de acordo com a transcrição da chamada, pediu repetidamente aos governadores que “tomassem o comando” para “recuperar suas ruas”, dizendo que muitos deles são “fracos”.

“Eles precisam dominar, se não dominam, estão perdendo tempo. Eles vão atropelar eles. Eles o verão como um bando de idiotas. Eles têm que dominar”, disse o presidente aos governadores.

McEnany disse aos repórteres que ele usou a palavra “dominar” em referência à manutenção da paz nas ruas, não em relação a como a polícia e os membros da Guarda Nacional deveriam tratar os manifestantes.

Os manifestantes se reúnem em frente a uma loja de bebidas em chamas perto da Terceira Delegacia de Polícia em Minneapolis, Minnesota, em 28 de maio de 2020 (Kerem Yucel / AFP via Getty Images)
Os manifestantes se reúnem em frente a uma loja de bebidas em chamas perto da Terceira Delegacia de Polícia em Minneapolis, Minnesota, em 28 de maio de 2020 (Kerem Yucel / AFP via Getty Images)

Protestos, alguns deles violentos, persistiram em todo o país após a morte de George Floyd, um homem negro que morreu sob custódia policial em Minneapolis na semana passada. Um policial foi visto segurando Floyd com o joelho no pescoço por vários minutos.

“Washington estava sob um controle muito bom, mas vamos tê-la sob muito mais controle”, disse Trump. “Vamos prender milhares de pessoas”. Trump disse: “Vamos reprimir muito, muito energicamente”.

Aprofundando um pouco mais, o presidente disse que os protestos estão corroendo a posição dos EUA no cenário mundial, tornando-o motivo de piada no mundo todo.

“Eles estão cometendo um erro porque estão parecendo bobos”, disse ele aos governadores. “E alguns fizeram um ótimo trabalho. Mas muitos de vocês não sabem, não é um ótimo dia para o nosso país”.

Trump disse que a violência vem de elementos esquerdistas radicais como Antifa. No fim de semana, Trump disse que os Estados Unidos declarariam o grupo militante de extrema esquerda uma organização terrorista.

A fumaça sobe ao redor de um manifestante que levanta as mãos na frente de uma fila de policiais durante uma manifestação contra a morte de George Floyd em um parque perto da Casa Branca em Washington em 31 de maio de 2020 (Roberto Schmidt / AFP via Getty Images)
A fumaça sobe ao redor de um manifestante que levanta as mãos na frente de uma fila de policiais durante uma manifestação contra a morte de George Floyd em um parque perto da Casa Branca em Washington em 31 de maio de 2020 (Roberto Schmidt / AFP via Getty Images)

Na chamada, o procurador-geral William Barr juntou-se a Trump. “Não podemos continuar jogando o Acerte a Toupeira”, disse Barr aos governadores.

Em seguida, pediu que invocassem a Guarda Nacional, atribuindo-os a atenuar a situação em Minneapolis.

“Filadélfia, é melhor eles serem durões. Porque o que acontece na Filadélfia, como em Nova Iorque, é terrível. É terrível. É melhor que sejam durões, porque eles nunca irão embora. Eu sei o que eles querem dizer: “Oh, não vamos chamar a Guarda, vamos chamar 200 pessoas”. Eles têm uma grande Guarda Nacional pronta para entrar e lutar com corpo e alma. Eu digo a você, [eles são] os melhores, o que eles fizeram em Minneapolis foi incrível”, disse ele.

As reivindicações de Barr vêm após vários dias de protestos, alguns dos quais levaram ao bloqueio inteiro de cidades em ruínas. A Associated Press informou que cerca de 4.400 pessoas foram detidas nesse período.

Muitas pequenas empresas que também foram alvo de saqueadores e vândalos, ainda estão se recuperando dos impactos da pandemia de vírus do PCC (PCC).

A governadora do Michigan, Gretchen Whitmer, democrata, disse em um comunicado que o apelo de Trump à ação é “profundamente perturbador”.

“O presidente atacou repetidamente e brutalmente os governadores, que estão fazendo tudo o que podem para manter a paz enquanto combatem uma pandemia global única”, disse Whitmer.

Sua resposta foi questionada por McEnany, que disse que não tem certeza de “por que a governadora Whitmer ficaria horrorizada com o presidente dizendo aos governadores para fazerem seu trabalho”.

Su respuesta fue cuestionada por McEnany, quien dijo que no está segura de “por qué la gobernadora Whitmer estaría consternada ante el presidente diciéndole a los gobernadores que hagan su trabajo”.

Apoie o jornalismo independente doando um ‘CAFÉ’ para a equipe.

Veja também:

A conexão de Wall Street com a pandemia

 

 
Matérias Relacionadas