Trump afirma que investidores aportarão US $1 bilhão em sua nova rede social

Trump absteve-se de usar qualquer mídia social desde que foi expulso do Twitter, Facebook e outras grandes plataformas

Por Zachary Stieber

Ex-presidente Donald Trump conseguiu acordos de US $1 bilhão com investidores, enquanto trabalha para estabelecer uma plataforma de mídia social que irá rivalizar com as grandes empresas de tecnologia que o expulsaram.

Trump anunciou no dia 4 de dezembro, que as promessas de investidores não identificados se transformarão em investimentos assim que a Digital World Acquisition Corp., uma firma de cheque em branco, e o grupo de mídia social conhecido como Trump Media & Technology Group Corp. forem combinados. O grupo planeja lançar uma plataforma chamada TRUTH Social, em 2022.

“US $1 bilhão envia uma mensagem importante para a Big Tech de que a censura e a discriminação política devem acabar”, afirmou Trump, o presidente do grupo, em um comunicado.

“Nosso foco em fornecer valor ao acionista público impulsiona nossa tomada de decisão e, ao aceitar esses compromissos para uma injeção estratégica de capital de crescimento, acreditamos que a empresa combinada pode crescer com uma base incrivelmente forte”, declarou Patrick Orlando, presidente da Digital World.

Os investidores foram descritos como “um grupo diverso”, mas nenhum nome foi divulgado. A expectativa é que o capital seja usado na contratação de grandes talentos, em campanhas publicitárias e no desenvolvimento do negócio.

Trump absteve-se de usar qualquer mídia social desde que foi expulso do Twitter, Facebook e outras grandes plataformas antes de deixar o cargo, em janeiro.

Executivos de grandes empresas de tecnologia acusaram Trump de violar seus termos de serviço com algumas de suas postagens e o suspenderam ou baniram após a violação do Capitólio dos Estados Unidos, em 6 de janeiro. Eles o acusaram de encorajar a violência com declarações emitidas após a violação, mas Trump discordou, já que sua última postagem no Facebook pedia a paz.

O objetivo da Trump Media & Technology Group Corp. é se tornar “uma potência da mídia para rivalizar com o consórcio liberal de mídia e lutar contra as empresas ‘Big Tech’ do Vale do Silício”, de acordo com uma apresentação da empresa.

“Se a Big Tech pode censurar o presidente dos Estados Unidos, ela pode censurar qualquer um”, afirmou a apresentação.

O grupo também planeja lançar um serviço de streaming digital, um serviço de notícias e outros serviços.

O anúncio de Trump, em outubro, das alternativas tecnológicas futuras, gerou um alto volume de negociações. O comércio de ações da Digital World foi interrompido várias vezes, pois o preço disparou.

Algumas pessoas afirmaram que ganharam milhares de dólares com as ações.

A Digital World declarou em um arquivamento que arrecadou mais de US $293 milhões com as vendas de aproximadamente 4,8 milhões de ações.

Firmas de cheques em branco são aquelas sem um plano de negócios ou propósito específico ou aquelas que indicam que seus planos de negócios são a fusão ou aquisição de outra empresa ou empresas, de acordo com a US Securities and Exchange Commission.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas