Trump: ‘2020 está muito longe de terminar’

Trump está contestando os resultados em vários estados pendulares

Por Zachary Stieber

O presidente Donald Trump disse que o ano ainda não acabou, respondendo aos participantes da pesquisa que querem que ele concorra à presidência em 2024.

Em uma nova pesquisa do Morning Consult / Politico, a maioria dos entrevistados republicanos disse que votaria em Trump se ele concorresse à presidência em quatro anos.

Trump compartilhou uma postagem nas redes sociais sobre a pesquisa, escrevendo: “Mas 2020 está muito longe do fim!”

O candidato presidencial democrata Joe Biden declarou sua vitória na eleição de 3 de novembro, mas Trump está contestando os resultados em vários estados pendulares e insistindo que ainda tem uma chance de vencer. O Epoch Times não declarará a vitória de nenhum candidato até que todos os processos sejam resolvidos.

Na quarta-feira, Trump participou por convocação de uma audiência no Senado da Pensilvânia e afirmou que ganhou a eleição.

“Foi uma eleição que vencemos com facilidade. Ganhamos por muito”, disse ele.

“Essas eleições foram fraudadas e não podemos permitir que isso aconteça. Não podemos deixar isso acontecer em nosso país. E essas eleições têm que ser revertidas, porque ganhamos na Pensilvânia por muita diferença, e ganhamos todos esses estados pendulares por muita diferença”, disse o presidente.

O candidato presidencial democrata Joe Biden no Queen Theatre em Wilmington, Delaware, em 16 de novembro de 2020 (Joe Raedle / Getty Images)
O candidato presidencial democrata Joe Biden no Queen Theatre em Wilmington, Delaware, em 16 de novembro de 2020 (Joe Raedle / Getty Images)

Na noite da eleição, disse o presidente, ele estava liderando em estados como a Pensilvânia antes “de repente, as cédulas foram jogadas para fora”.

Biden e sua campanha rejeitaram as alegações de irregularidades eleitorais e fraude eleitoral, mesmo depois de dezenas de observadores das urnas e outros terem apresentado depoimentos descrevendo atos ilícitos e erros do testemunho.

Enquanto Trump falava na audiência, Biden disse à nação de Delaware que os Estados Unidos estão “em uma guerra contra um vírus”, referindo-se ao vírus do PCC (Partido Comunista Chinês), que causa a COVID-19.

Biden disse que, se assumir o cargo, seu governo “mudará o curso da doença”.

Enquanto isso, a candidata vice-presidencial senadora Kamala Harris (D-Calif.) disse a repórteres em Washington que havia contatado os republicanos no Capitólio, mas não quis dizer se isso incluía o líder Maioria do Senado Mitch McConnell (R-Ky.).

Harris disse que ainda não falou com o vice-presidente Mike Pence. A autoridade ignorou a pergunta sobre se ela estava em contato com o governador da Califórnia, Gavin Newsom, um democrata, a respeito de sua possível substituição.

Se Biden e Harris vencerem a eleição, Newsom indicará um substituto para Harris no Senado.

Siga Zachary no Twitter: @zackstieber

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas