Trudeau descreve assassinato de quatro muçulmanos no país como ‘terrorismo’

Por Agência EFE

O primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, chamou nesta terça-feira de “ataque terrorista” e “islamofóbico” o assassinato na noite de domingo de quatro pessoas de uma família muçulmana que caminhavam por uma rua na cidade canadense de Londres.

Trudeau declarou na câmara baixa do Parlamento canadense que “suas vidas foram tiradas em um ato de violência brutal, covarde e vergonhoso”. “Esses assassinatos não foram um acidente. Foi um atentado terrorista motivado pelo ódio ”, enfatizou.

Mais tarde, durante uma coletiva de imprensa, Trudeau disse que “a islamofobia é real” e que “o Canadá não está imune à intolerância” que se viu “em outras partes do mundo”.

O líder do Partido Social Democrata Novo Democrático (NPD), Jagmeet Singh, que é de religião sikh e foi atacado no passado por usar turbante, acrescentou no Parlamento que “o Canadá não é um lugar onde os muçulmanos estão seguros”.

A polícia canadense não identificou o falecido, mas a família das vítimas emitiu um comunicado na noite de segunda-feira em que os identificou como Salman Afzaal, 46, sua esposa, Madiha Salman, 44, a filha do casal, Yumna Salman, 15 e a mãe de Afzaal, 74.

O outro filho dos Salman, Fayez, de 9 anos, ficou gravemente ferido no ataque e está hospitalizado.

Nathaniel Veltman, 20, foi preso como o suposto autor do massacre ocorrido na noite de domingo, quando uma caminhonete atropelou uma família que esperava na calçada de um cruzamento na cidade de Londres, cerca de 200 quilômetros a sudoeste de Toronto.

A polícia disse na segunda-feira que o ataque foi premeditado e que o autor atropelou a família por serem muçulmanos. A polícia também disse que está considerando acusar Veltman de terrorismo.

O Canadá tem sido palco, nos últimos anos, de atos terroristas violentos contra a comunidade muçulmana do país. O mais grave ocorreu em janeiro de 2017, quando Alexandre Bissonnette assassinou seis pessoas e feriu gravemente outras seis, em uma mesquita na cidade de Quebec.

Entre para nosso canal do Telegram.

Veja também:

 

 
Matérias Relacionadas