Tripulantes de avião relatam ter visto explosão de míssil da Coreia do Norte

O lançamento de um míssil de longo alcance pela Coreia do Norte nas águas do Japão não só aumentou as tensões em terra, mas também no ar.

Membros da tripulação de um avião da Cathay Pacific disseram que viram uma explosão quando voavam perto das águas do Japão na quarta-feira passada, informou o jornal Independent.

O avião CX893 transportava carga de Hong Kong para Anchorage, no Alasca.

Na semana passada, Pyongyang desafiou o mundo ao lançar o míssil intercontinental Hwasong-15, que atingiu 4.500 km de altitude, cerca de 10 vezes mais alto do que a Estação Espacial Internacional, antes de cair diante dos olhos da tripulação da aeronave.

Míssil balístico Hyunmoo-2 da Coreia do Sul é lançado durante exercício destinado a responder ao teste nuclear da Coreia do Norte em 4 de setembro de 2017, na costa leste da Coreia do Sul (Ministério da Defesa da Coreia do Sul/Getty Images)
Míssil balístico Hyunmoo-2 da Coreia do Sul é lançado durante exercício destinado a responder ao teste nuclear da Coreia do Norte em 4 de setembro de 2017, na costa leste da Coreia do Sul (Ministério da Defesa da Coreia do Sul/Getty Images)

O diretor da empresa em Hong Kong foi consultado sobre o assunto e ele respondeu que “embora o voo estivesse longe do local do evento, a tripulação comunicou o fato ao Japão, conforme o procedimento”, acrescentando que “as operações de voo permaneceram normais e não foram afetadas”, informou a agência de notícias SCMP.

No momento, disse o porta-voz, ninguém está mudando as rotas ou os parâmetros operacionais, mas permanecerão alerta.

Trajetória do voo CX893 no dia do lançamento do míssil norte-coreano
Trajetória do voo CX893 no dia do lançamento do míssil norte-coreano

O gerente geral de operações da companhia aérea, Mark Hoey, ex-piloto do 747, advertiu que a situação devia ser levada em consideração porque os membros da equipe testemunharam a explosão do míssil muito perto da sua localização.

Os testes de mísseis de curto e longo alcance, desenvolvidos pelo regime comunista norte-coreano na área, aumentaram de número em 2016 e 2017, de modo que os tripulantes de aviões que viajam em rotas próximas ficam apreensivos ao voar nesta área em meio ao crescente conflito internacional.

As Forças Armadas dos Estados Unidos anunciaram na semana passada que implementaram um plano de vigilância extrema frente aos recentes acontecimentos.

Ditador norte-coreano Kim Jong-un (centro) coordena exercício de lançamento de vários foguetes nesta foto sem data publicada pela Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) em 24 de abril de 2014
Ditador norte-coreano Kim Jong-un (centro) coordena exercício de lançamento de vários foguetes nesta foto sem data publicada pela Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) em 24 de abril de 2014

A seguir a cronologia dos testes balísticos da Coreia do Norte só em 2017:

• 12/02/2017: míssil balístico de médio alcance, Pukguksong-2, no Mar do Leste

• 06/03/2017: quatro mísseis balísticos da base de lançamento Dongchang-ri para o Mar do Leste

• 22/03/2017: míssil na costa leste que se presume tenha falhado. O tipo do míssil não está confirmado.

• 05/04/2017: míssil balístico de médio alcance KN-15

• 14/05/2017: míssil balístico de médio e longo alcance, Hwasong-12, lançado de algum lugar ao noroeste. Voou cerca de 700km antes de cair no Mar do Leste

• 21/05/2017: míssil terra-terra Pukguksong-2, também conhecido como KN-15. Voou mais de 500km

• 27/05/2017: míssil guiado terra-ar, que se acredita ser um KN-06, lançado a partir do leste.

• 29/05/2017: foi registrado o que se acredita ter sido um teste balístico tipo Scud

• 08/06/2017: vários mísseis de cruzador lançados de um navio

• 04/07/2017: míssil balístico lançado de uma província ao noroeste. Pyongyang afirma que atingiu uma altitude de 2.802km e percorreu uma distância de 933km

• 28/07/2017: Míssil balístico lançado da província norte de Jagang, no Mar do Leste

• 26/08/2017: três mísseis balísticos de curto alcance no Mar do Leste

• 29/08/2017: míssil balístico lançado sobre o Japão. Alcançou a altura de 2.700km com um voo de 550km

• 15/09/2017: míssil que atingiu a altura de 3.700km e a distância de 770km. O Conselho de Segurança da ONU implementou novas sanções depois de seu sexto teste nuclear

• 28/11/2017: míssil balístico intercontinental (ICBM) que voou cerca de 960km, atingindo a altitude de cerca de 4.500km

Trajetória aproximada do míssil lançada em 15 de setembro de 2017, que sobrevoou parte da ilha japonesa de Hokkaido (All Things Nuclear)
Trajetória aproximada do míssil lançada em 15 de setembro de 2017, que sobrevoou parte da ilha japonesa de Hokkaido (All Things Nuclear)

Leia também:
Trump doa salário para combate a crise dos opioides
“Míssil se desintegrou após reentrada”, afirma oficial dos EUA
EUA advertem que liderança norte-coreana será completamente destruída em caso de guerra

 
Matérias Relacionadas