TREINADOR É DEMITIDO DE ESCOLA POR REZAR APÓS JOGOS: ENTREVISTA

Por Jornal NTD

Demitido por rezar em público. Foi o que aconteceu com o treinador Joe Kennedy, depois de começar a orar no campo de futebol americano da escola de ensino médio de Bremerton depois de cada jogo. Seu caso agora está na Suprema Corte dos EUA, país onde ocorre o caso. O veredito poderia determinar se americanos têm ou não a liberdade de rezar em público, ou se qualquer demonstração pública de poderia demiti-los de seus empregos.

O caso pode chegar ao cerne de uma questão essencial: a da liberdade religiosa e do respeito a direitos constitucionais na principal potência do planeta.

O jornalista Joshua Philipp, do jornal americano Epoch Times, a mídia irmã da NTD, conversou com Joe e com um advogado da sua defesa, Jeremy Dys para entender mais sobre o caso. Você confere a seguir, com exclusividade, essa entrevista disponibilizada em Português.

Assista também:

 
Matérias Relacionadas