Trate sua insônia por meio da medicina tradicional chinesa

A insônia afeta milhões de indivíduos, suas famílias e comunidade. Os doentes têm dificuldade para adormecer ou para manter o sono, ou acordam muito cedo e não conseguem voltar a dormir. Pessoas que sofrem de insônia costumam sempre acordar se sentindo cansadas.

A insônia acontece ocasionalmente para as pessoas que estão experimentando eventos muito estressantes, consumindo muitas bebidas com cafeína ou álcool, ou que estejam sofrendo de alguma dor ou outro desconforto físico. Uma vez que os fatores que contribuem são tratados, essas pessoas deixarão de sofrer de insônia.

Tratamentos modernos

A insônia crônica afeta a qualidade de vida, humor, memória, funções cognitivas e prejudica o desempenho no trabalho.

Os médicos podem prescrever pílulas para dormir, como o receptor agonista Benzodiazepina que afeta os neurotransmissores do cérebro. Além da possibilidade de desenvolver dependência física e psíquica, o uso a longo prazo destes medicamentos produzem frequentemente efeitos colaterais, tais como sensação de sedação durante o dia, disfunção cognitiva, habilidades motoras inibidas e insônia de ressalto.

Suplementos naturais

A melatonina é um hormônio produzido na glândula pineal, que normalmente começa a ser liberado na metade ou no final da tarde, e diminui no inicio da manhã. Ele ajuda a regular o ciclo de dormir e acordar.

As pessoas tomam melatonina para vencer o fuso horário e a insônia. As pessoas deveriam usar a melatonina sintética apenas sob prescrição médica, ao invés de compra por conta própria.

A melatonina pode também ajudar o sistema imunológico. No entanto, a melatonina possui efeitos colaterais, tais como sonolência durante o dia, baixas temperaturas corporais e sonhos vívidos.

A raiz da Valeriana é uma erva que tem sido usada durante séculos para aliviar a ansiedade e iniciar o sono. Pessoas com insônia devem tomá-la antes de deitar. A raiz da Valeriana precisa ser usada durante um período de duas ou quatro semanas para a insônia crônica.

Possíveis efeitos colaterais da Valeriana incluem leves dores de cabeça ou indigestão, batimento cardíaco anormal e às vezes insônia em algumas pessoas. Infelizmente, a raiz da Valeriana possui um odor desagradável.

Medicina tradicional Chinesa

De acordo com as teorias da antiga medicina chinesa, a insônia é o resultado do desequilíbrio do qi, envolvendo múltiplos órgãos e sistemas meridianos. Os órgãos e os sistemas meridianos comumente envolvidos na insônia crônica são o coração, o fígado, o rim e o baço.

Dito isto, pacientes com insônia crônica podem ter diferentes tipos de desequilíbrio de qi ou problemas em uma variedade de sistemas de órgãos e meridianos. Portanto, eles vão sofrer de diferentes sintomas clínicos e precisam ser tratados apropriadamente.

Susan é uma mulher de 40 anos que tem problemas para adormecer, e geralmente acorda de madrugada, em torno das 2h. Era difícil para ela voltar a dormir. No entanto, ela também sofria de enxaquecas ocasionais, dores por todo o corpo, azia e TPM. Ela queixava-se de seu humor irritado e sempre tinha um gosto amargo em sua boca.

Segundo a medicina Chinesa, Susan sofria de qi estagnado no fígado, e um acúmulo de calor que afetou o coração e o fígado. Depois de cerca de 30 sessões de acupuntura e remédios fitoterápicos customizados, Susan estava finalmente apta a dormir durante toda a noite, sem pílulas para dormir.

Mary é uma mulher de 50 anos que começou a sofrer de insônia após ter entrado em menopausa. Ela se sentia ansiosa, irritada, e com calor o tempo todo. Ela, às vezes, suava profusamente durante a noite.

Mary também sofria de dores nas costas, e seu coração às vezes batia muito rápido e com palpitações. Mary estava sofrendo de “deficiência yin nos rins” e tinha perdido o controle do “fogo do coração”. Seus tratamentos com acupuntura e remédios fitoterápicos foram voltados para reabastecer a “energia yin dos rins” e eliminar o calor no meridiano do coração.

Como resultado, o seu sono melhorou, e com isso seu humor, suas sensações de calor e suores noturnos.

John tem 35 anos, faz um trabalho estressante que requer um tempo extra à noite e nos finais de semana. Ele se preocupa demais com seu trabalho e sua família. Ele tem problemas para adormecer e acorda frequentemente durante a noite. Seus músculos doem, e ele tem dificuldades para perder peso. Ele possuiu uma aparência pálida e cansada, e às vezes também tem palpitações no coração.

John foi diagnosticado com deficiência no “qi do baço” e no “sangue do coração”. Portanto, seu tratamento com acupuntura e remédios fitoterápicos foram projetados para melhorar seu “qi no baço” e o “sangue do coração”. Ele também teve que fazer mudanças em sua dieta e nas horas de trabalho.

Todos os que sofrem de insônia crônica são um pouco diferente, na perspectiva da medicina tradicional chinesa. O melhor tipo de ação seria ser diagnosticado por um experiente Doutor da medicina Chinesa e seguir o plano de tratamento fielmente.

A insônia é apenas um sinal de um desequilíbrio no corpo humano. Tratar a insônia é mais que melhorar o sono; melhora a saúde e previne que doenças mais graves aconteçam.

O Dr. Jingduan Yang é um psiquiatra credenciado e um professor de quarta geração e praticante da medicina tradicional Chinesa. Ele pratica a medicina integrativa em Nova Iorque, Pensilvânia e Nova Jersey. Seu site é o taoinstitute.com

 
Matérias Relacionadas