Trabalhador dos correios da California resgata menina de traficantes de sexo

Tráfico de seres humanos é um problema global oculto no qual as mulheres e crianças são alvos freqüentes

Por Bowen Xiao, Epoch Times

Um trabalhador dos correios de Sacramento, Califórnia, foi responsável pelo resgate de uma menina de 16 anos que se tornou vítima de tráfico sexual.

Ivan Crisóstomo estava trabalhando em sua rota habitual em 8 de junho, quando ouviu algo fora do comum.

“Eu ouvi um choro, um choro desesperado”, disse ele à FOX40. Foi quando ele viu Crystal Allen, que estava chorando no jardim em frente a uma casa.

“Eu a vi se escondendo atrás desse tipo de arbusto, espécie de árvore”, disse ele.

O pai de quatro filhos logo percebeu que a garota havia acabado de escapar de traficantes sexuais.

O tráfico de seres humanos é um problema global oculto, mas epidêmico, no qual as mulheres, e particularmente as crianças, são alvos freqüentes.

“Ela começou a apontar para o braço, dizendo: ‘Eles estavam colocando coisas em mim. Eles estavam colocando coisas em mim. Eles estão vindo me pegar ‘”, relembrou Crisostomo.

A mãe da adolescente, Stacey, disse à WYMT que sua filha foi atraída para Sacramento por alguém que ela achava ser uma amiga.

Atrair vítimas em potencial pela internet é uma tática comum usada pelos traficantes. Em maio, outra garota de 16 anos, chamada Armoni Chambers, foi seduzida on-line por alguém que ela achava ser seu namorado. Ela foi resgatada dos traficantes quase seis semanas depois.

Dos mais de 25.000 fugitivos reportados ao Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas (NCMEC) em 2016, 1 em cada 7 provavelmente foram vítimas de tráfico sexual infantil. Talvez mais perturbador seja o fato de 88% dessas crianças estarem sob os cuidados de serviços sociais ou de assistência social quando desapareceram.

Allen disse que viu uma abertura para escapar enquanto estava em um bairro local, acrescentando que ela estava no carro com seus captores enquanto planejavam um crime.

“Eles me disseram que estavam me levando para algum lugar para me machucar e eu meio que pensei em dar a louca e pular do carro”, disse ela à FOX40. Ela foi capaz de pegar o telefone de um dos sequestradores quando ela escapou.

Allen disse que ela havia sido drogada, torturada e abusada por três meses antes de conseguir fugir.

“Eu chorei o tempo todo e rezei para ver minha mãe novamente”, disse Allen.

Crisostomo ficou ao lado da adolescente e deixou-a sentar em seu caminhão postal até que os policiais chegassem. Policiais do Condado de Sacramento elogiaram-no por suas ações.

“A área onde ela foi encontrada é notoriamente uma área de alta criminalidade”, disse a policial Latoya Buford. “Muitas drogas, prostituição e gangues nessa área. Então Ivan, ao encontrá-la, realmente forneceu conforto e segurança até que os policiais chegassem.

Nos Estados Unidos, houveram 88.089 registros ativos de pessoas desaparecidas, em 31 de dezembro de 2017, de acordo com o National Crime Information Center. Em mais de 36% desses casos – 32.121 – a pessoa tinha menos de 18 anos, enquanto mais de 46%, ou 41.089, tinham menos de 21 anos.

Crisostomo e Allen puderam se encontrar novamente em uma reunião em 2 de agosto.

“O próprio Ivan é um herói por me salvar”, disse Allen. “Mesmo que ele não acredite.”

Desde 5 de agosto, a polícia não conseguiu ainda identificar nenhum dos supostos sequestradores de Allen. O departamento não forneceu comentários sobre o ocorrido até o momento.

 

 
Matérias Relacionadas