Terremoto de magnitude 5,6 estremece a província argentina de Tucumán

Prefeito de Trancas declara que o terremoto 'foi muito, muito forte'

Por Agência EFE

Um terremoto de magnitude 5,6 na escala Richter abalou a província argentina de Tucumán, na parte centro-norte do país, na segunda-feira, e logo mais tarde sofreu um abalo de magnitude 3.1, sem relatos de vítimas ou danos materiais.

De acordo com o Instituto Nacional de Prevenção Sísmica (Inpres) da Argentina, o primeiro terremoto aconteceu às 5h36, horário local, e ocorreu a uma profundidade de 13 quilômetros.

O epicentro do terremoto foi localizado a 34 quilômetros a oeste da cidade tucumana de Trancas, 86 quilômetros a noroeste da capital San Miguel de Tucumán (1.221 quilômetros ao norte de Buenos Aires) e 147 quilômetros ao sul da cidade de Salta, na província do mesmo nome ao norte de Tucumán.

Então, às 6h05 no horário local, um terremoto de magnitude 3,1 atingiu a área novamente, desta vez com 10 quilômetros de profundidade.

O epicentro do segundo terremoto foi localizado a 19 quilômetros a noroeste de Trancas, 78 quilômetros ao norte de San Miguel de Tucumán e 147 quilômetros ao sul de Salta.

O prefeito de Trancas, Roberto Moreno, declarou que o terremoto “foi muito, muito forte”, mas que até as 7 horas locais nenhum dano material havia sido relatado ao jornal La Gaceta, de Tucumán.

Entre para nosso canal do Telegram

Assista também:

 
Matérias Relacionadas