Templo de Mahabodhi, na Índia, é reaberto após atentado

Dez bombas atingiram o local no último domingo e deixaram dois monges feridos
Atentado no templo de Mahabodhi
A entrada no local recebe forte esquema de segurança (Strdel/AFP/Getty Images)

O templo de Mahabodhi, o local conhecido por ter sido palco da chamada iluminação de Buda Sakyamuni em Bodhgaya, na Índia, reabriu suas portas ontem à noite aos peregrinos após ter sido atingida com a explosão de dez bombas no último domingo, onde dois monges ficaram feridos.

Monges de 50 países ofereceram orações especiais depois da reabertura do templo em meio a um forte esquema de segurança. O Ministério indiano do Interior emitiu mais cedo um alerta para as cidades de Delhi, Mumbai, Kolkata, Ahmedabad, Chennai, Bangalore, Hyderabad e Pune.

De acordo com a emissora indiana IBN Live, o governo pediu cuidado especial aos santuários e locais de culto budistas e assentamentos tibetanos, para prevenir possíveis conflitos, como os que ocorreram recentemente entre Mulçumanos Rohingya e budistas na Birmânia (oficialmente conhecido como Myanmar). Segundo o veículo, a segurança também foi reforçada no gabinete do líder espiritual tibetano, o Dalai Lama, em Dharamsala.

O Templo Mahabodhi foi declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO em 2002. O templo e a famosa árvore de Mahabodhi permaneceram resistentes durante as explosões.

Manifestação budista em Calcutá
Monges budistas participam de um protesto em Calcutá no dia 7 de julho de 2013 após uma série de explosões no templo Bodhgaya, um dos locais mais sagrados do budismo (Sakar/AFP/Getty Images)
Vigília pela paz em Allahabad
Membros da Comuna Internacional Bauddh participam de uma vigília pela paz em Allahabad, após uma série de explosões no templo Bodhgaya (Sanjay Kanojia/AFP/Getty Images)

Epoch Times publica em 35 países em 21 idiomas

Siga-nos no Facebook: https://www.facebook.com/EpochTimesPT

Siga-nos no Twitter: @EpochTimesPT

 
Matérias Relacionadas