TCU verifica atrasos em obras de concessões rodoviárias

Por Brehnno Galgane, Terça Livre

O Tribunal de Contas da União (TCU) analisou na quarta-feira (7/10), sob a relatoria do ministro Augusto Nardes, a representação a respeito de irregularidades ocorridas na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) na condução do Programa de Concessões de Rodovias Federais (Procrofe).

No mérito, o TCU considerou a representação procedente. Por isso, determinou à ANTT que utilize os instrumentos e mecanismos aplicáveis com vistas a exigir a imediata execução de diversos investimentos nos quais o Tribunal identificou atraso.

“Quando for o caso, a agência reguladora deverá aplicar aos concessionários as penalidades cabíveis pelo atraso”, explicou o ministro-relator Augusto Nardes.

A ANTT deverá tomar providências em relação ao retardo das obras no Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Espírito Santo e Bahia.

 

Apoie nosso jornalismo independente doando um “café” para a equipe.

Veja também:

 
Matérias Relacionadas