Suicídio de idosos dispara no meio rural da China

O suicídio entre idosos está se tornando um fenômeno comum na China rural, segundo um relatório publicado recentemente.

Um trabalhador migrante chinês tirou uma licença de sete dias de seu trabalho na cidade após saber que o pai, que vive no campo, estava em estado crítico. Poucos dias depois, o filho teve de voltar novamente até que a saúde do pai estabilizasse. O filho disse então ao pai: “Você vai morrer ou não? Eu só tenho sete dias de folga, e isso inclui o tempo para seu funeral.”

Depois de ouvir as palavras frias do filho, o pai cometeu suicídio. O filho rapidamente resolveu o funeral pouco antes de sua licença terminar e voltou à cidade para trabalhar imediatamente.

Este é apenas um dos muitos casos de suicídio de idosos reunidos pelo projeto de pesquisa, financiado pelo Estado, intitulado “Estudo sociológico do suicídio de idosos rurais”, segundo a mídia estatal Diário Jovem da China.

“A taxa de suicídio de idosos nas áreas rurais tem aumentado muito rapidamente desde 2000… e agora a situação é extremamente grave”, disse Liu Yanwu, o pesquisador-chefe do projeto e instrutor de sociologia na Universidade de Wuhan.

Começando em 2008, a pesquisa levou seis anos e investigou mais de 40 aldeias rurais em 11 províncias, incluindo Hubei, Shandong, Jiangsu, Shanxi…

Na primeira aldeia que os pesquisadores visitaram, no condado de Jingshan, cidade de Jingmen, província de Hubei, vários aldeões disseram a mesma coisa quando perguntados sobre se houve mortes não naturais de idosos. “Poucos dos idosos por aqui morrem naturalmente”, foi a resposta, disse Liu.

Nesta aldeia, “pelo menos 30% dos idosos morrem por suicídio, e esta é apenas uma estimativa conservadora”, disse Liu. Apenas nas duas semanas que os pesquisadores passaram na aldeia, três idosos morreram por suicídio.

Num dos casos de suicídio em Jingshan, um homem de 69 anos suicidou-se na sala de estar de sua casa, bebendo pesticida enquanto queimava dinheiro sacrificial para lamentar sua morte. Um morador disse a Liu que o idoso tinha um relacionamento ruim com o filho e a nora e tinha medo de que eles não lamentariam sua morte. Então, ele fez isso por si mesmo.

Idosos que cometem suicídio na aldeia se tornou uma coisa tão comum que já não choca os moradores locais. “Vemos isso como uma morte natural”, disse um médico da aldeia. O médico disse a Liu que muitos idosos escolhem cometer suicídio quando sofrem de uma doença grave e para não serem um fardo para os filhos.

Inclusive os próprios idosos parecem ter aceitado a situação como algo normal. Uma senhora de sobrenome Chai disse ao pesquisador Liu: “Todos os idosos neste lugar têm três filhos: pesticida, corda e água. Eles são os filhos mais confiáveis.” Os “três filhos” são as três formas principais de suicídio: beber pesticida, enforcamento e afogamento. “Quanto mais calmas essas pessoas tratam esse fenômeno, mais assustador é o ambiente”, disse Liu ao jornal.

Liu chamou o fenômeno de “tendência suicida doentia”. Três razões principais provocam os casos de suicídio de idosos no meio rural chinês: condição financeira, saúde precária e solidão. Com base nos dados coletados por Liu, 60% dos casos estão relacionados às duas primeiras razões, pois muitos idosos não querem sobrecarregar seus filhos.

Alguns filhos não querem a responsabilidade de cuidar dos pais idosos. “Minhas próprias tribulações são pesadas o suficiente. Como eu seria capaz de cuidar de pais idosos?”, disseram vários agricultores de meia idade a Liu.

“A maneira como as coisas estão em Jingshan hoje é provável que seja a situação em muitos outros lugares na China amanhã”, disse Liu. O pesquisador indicou que, para que a situação mude, os idosos não deveriam estar em situação tão desesperada, carentes de apoio financeiro ou médico e abandonados à solidão.

Em 2013, a China tinha mais de 200 milhões acima dos 60 anos, ou 14,9% da população total, segundo o Ministério de Assuntos Civis da China, numa conferência de imprensa em fevereiro de 2014. Chineses com mais de 65 anos somam 7,6% da população, segundo a mídia estatal.

A taxa de crescimento da população idosa tem aumentado dramaticamente devido a uma taxa de mortalidade menor e à política do filho único. “Todas as pessoas envelhecem”, disse Liu. “Os idosos deveriam ter uma vida melhor e viver seus últimos dias com dignidade ao invés de utilizarem esses métodos anormais. Isso é muito triste.”

 
Matérias Relacionadas