Suborno: uma regra não oficial nas autoescolas chinesas

Quando as autoridades municipais de uma cidade do sul da China realizaram uma investigação na agência local responsável pela administração dos veículos, descobriram que mais de 40 examinadores estavam recebendo subornos de forma descontrolada.

Liang Zhixiong, diretor do Departamento Administrativo de Veículos da cidade Zhanjiang, Província de Guandong, recebeu uma sentença de 10 anos de prisão, segundo reportagem da Yangcheng Evening News publicada no dia 5 de abril.

O suborno de instrutores de condução e examinadores tornou-se tão comum que hoje é praticamente uma regra, mas da qual não se fala, afirma o relatório. No início de 2012, um órgão regulador anticorrupção já havia recebido relatórios de residentes urbanos que afirmavam que tiveram que dar envelopes vermelhos contendo dinheiro aos trabalhadores das escolas de condução.

A investigação conduzida pelas autoridades de Zhanjiang descobriram que os futuros condutores ofereceram o valor de 2.1 milhões de yuan (US $343 mil) em subornos. Destes, 220 mil foram recebidos pessoalmente por Liang.

Leia também:
Campanha anticorrupção do regime chinês já eliminou 16 generais
Estratégias para eliminar a corrupção na China
Chefe de espionagem da China é investigado por milhões em suborno

Esperava-se um suborno no valor de US $100 dos estudantes, chamado “taxa de teste”. Outros métodos incluíam levar os examinadores a restaurantes ou deliberadamente deixar dinheiro nos carros durante os testes para assegurar resultados favoráveis.

“Eu não me lembro quanto dinheiro recebi”, afirmou um dos instrutores de condução aos investigadores municipais. Ele [ou ela] também relatou que era possível receber subornos todos os dias.

Alguns trabalhadores até subornaram o diretor Liang para assegurar que suas posições lucrativas. Um dos examinadores, que possui o apelido ‘Qi’, deu a Liang 170 mil yuan (US $27 mil) durante um período de mudanças na equipe, para proteger a sua posição.

Subornos em centros de instruções não estão limitados a Zhanjiang. Esta prática parece ser realizada em toda a China e é um tópico comum nas discussões online.

“Eu não quero dizer que são 100%, eu diria que 90% dos examinadores de condução na China aceitam subornos e eles próprios subornam outros. Eles podem ser diferenciados apenas nos montantes que aceitam!”, escreveu um usuário nas redes sociais nomeado Jiangnan.

Em outra postagem, o usuário “Aixinjueluo Bo Ning” da Província de Zhejiang afirmava: “Eu me recordo que quando fazíamos os exames de condução, se alguém não desse 500 yuans ao instrutor em um envelope vermelho, ele arranjaria todo o tipo de problemas. Se o estudante pagasse, ele até seguraria o volante para o aluno!”

 
Matérias Relacionadas