SpaceX confirma que cápsula Crew Dragon foi destruída durante testes

Por Reuters

CABO CANAVERAL, Flórida – Quase duas semanas após uma explosão durante um teste de solo de sua nova cápsula, a SpaceX confirmou na quinta-feira, 2 de maio, que o veículo foi destruído, mas nem a empresa nem a NASA, seu principal cliente, reconheceram publicamente a natureza do acidente.

Em vez disso, Hans Koenigsmann, vice-presidente de confiabilidade de voo da Space Exploration Technologies Corp, com sede na Califórnia, conhecido como SpaceX, continuou a se referir ao acidente simplesmente com um jargão de “anomalia”..

O acidente de 20 de abril ocorreu na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, enquanto a SpaceX estava prestes a testar oito propulsores de emergência projetados para impulsionar a cápsula, batizada de Crew Dragon, para a segurança do topo do foguete no caso de uma falha no lançamento.

SpaceX dragon capsule launched 5
Um foguete SpaceX Falcon 9, carregando a espaçonave Crew Dragon, decola em um voo de teste para a Estação Espacial Internacional do Centro Espacial Kennedy em Cabo Canaveral, Flórida, em 2 de março de 2019 (Mike Blake / Reuters)

“Pouco antes, antes de querermos disparar os propulsores, houve uma anomalia e o veículo foi destruído”, disse Koenigsmann a repórteres no Centro Espacial Kennedy, da Nasa. “Não houve feridos. A SpaceX tomou todas as medidas de segurança antes deste teste, como sempre fazemos.”

A coletiva de imprensa foi convocada antes do lançamento programado de sexta-feira, de uma missão de reabastecimento não-tripulada para a Estação Espacial Internacional, usando uma cápsula de carga construída pela SpaceX, a empresa privada de foguetes do empresário bilionário Elon Musk.

Vídeo vazado

Quando pressionado sobre o acidente, Koenigsmann se recusou a dizer se uma explosão ou incêndio estava envolvido. A NASA também se recusou a descrever o acidente.

Um vídeo vazado do acidente, que um empreiteiro da NASA reconheceu como autêntico em um memorando interno obtido pelo jornal Orlando Sentinel, mostrou a cápsula explodindo em pedacinhos. Um manto de fumaça também foi amplamente observado à distância no momento do malfadado teste.

A relutância da SpaceX em descrever em termos simples o que aconteceu com a cápsula estava em desacordo com a longa história de transparência da NASA em torno de acidentes envolvendo seu programa de voos espaciais tripulados.

A Crew Dragon tinha sido programada para transportar os astronautas americanos Bob Behnken e Doug Hurley para a estação espacial em uma missão de teste em julho, embora o acidente de abril, bem como alguns problemas de design do veículo, possam empurrar esse lançamento para o final do ano ou para 2020.

“Certamente não é uma ótima notícia para o cronograma geral, mas espero que possamos nos recuperar”, disse Koenigsmann.

O veículo destruído foi uma das seis cápsulas construídas ou em produção final pela SpaceX, e a primeira foi levada para o espaço. Um foguete SpaceX Falcon 9 lançou-o sem tripulação para a estação espacial em março para uma visita de seis dias antes de retornar à Terra, mergulhando com segurança no Atlântico para recuperação.

SpaceX's Crew Dragon spacecraft and Falcon 9 rocket are positioned inside the company's hangar
A espaçonave Crew Dragon da SpaceX e o foguete Falcon 9 estão posicionados dentro do hangar da empresa no complexo de lançamento 39A do Kennedy Space Center da NASA, na Flórida, em 18 de dezembro de 2018. (Space X via AP)

Koenigsmann disse que os dados iniciais do acidente mostraram que o acidente ocorreu durante a ativação dos propulsores de emergência, que a SpaceX chama de sistema SuperDraco.

“Não temos motivos para acreditar que exista um problema com os SuperDracos”, disse Koenigsmann, acrescentando que os motores foram testados quase 600 vezes no passado.

A NASA recebeu US$ 6,8 bilhões para a SpaceX e sua concorrente Boeing Co desenvolverem sistemas de cápsula separados, que serão utilizadas para transportar os astronautas ao espaço, mas ambas as empresas enfrentam desafios e atrasos técnicos.

Por Joey Roulette

 
Matérias Relacionadas