Sobrevivente conta como fugiu da enchente no metrô da China

Por Sophia Lam

Fortes chuvas atingiram a cidade chinesa de Zhengzhou, na província de Henan, esta semana. Na terça-feira, a cidade recebeu o equivalente a um terço da média anual de chuvas em uma hora.

Segundo as autoridades, o número de mortos na província ultrapassa 50. No entanto, um morador da área, que estava à beira da morte no dia 20 de julho e sobreviveu ao escapar de um trem subterrâneo submerso, diz que o número pode aumentar.

Wang Jun, usando um pseudônimo, relatou à edição chinesa do Epoch Times sua experiência e a de outros passageiros durante os eventos de 20 de julho.

Ele foi um das centenas de passageiros que embarcaram na Linha 5 naquela tarde. Segundo seu relato, o trem saiu da estação depois das 17h, mas muitas horas se passaram antes que pudesse sair.

“Os três ou quatro vagões da frente estavam quase lotados”, disse Wang. O metrô viajava de estação em estação, parando por longos intervalos em cada destino.

Depois de sair da estação Beach Temple, o metrô parou completamente dentro do túnel e a água começou a entrar nele.

“O condutor do trem abriu todas as portas e nos deixou sair, esperando que pudéssemos caminhar [para fora do túnel] por um pequeno caminho próximo à parede do túnel”, disse Wang. Percebemos que não poderíamos sair, então todos nós voltamos para o trem e esperamos lá. Ficamos presos. ”

O jovem forneceu um vídeo no qual as pessoas são vistas lutando contra a água ao entrarem novamente no vagão do metrô. Tudo o que podiam fazer era esperar enquanto a água subia até seus pés, depois para seus joelhos e perto das 20 horas estava até o peito.

As duas horas seguintes foram “as mais longas e perigosas” de sua vida, disse Wang.

Os passageiros se agarraram às grades enquanto a enchente os submergia lentamente. Além do perigo da enchente, o ar estava cada vez mais escasso.

“No início não houve pânico”, disse Wang, “mas depois não havia ar suficiente e muitas pessoas não conseguiam respirar. Então todos nós ficamos nervosos. ”

Para conseguir mais ar, os viajantes se esforçaram para quebrar as janelas. A maioria dos veículos de transporte público chinês está equipada com pequenos martelos com ponta de metal para quebrar janelas em caso de emergência. Esses martelos não foram encontrados neste metrô.

Wang disse que os passageiros de seu vagão escolheram usar extintores para quebrar as janelas e permitir a entrada de mais ar respirável. Mas a água continuou subindo.

Pouco depois, a eletricidade, incluindo as luzes, foi cortada. Então eles esperaram no escuro.

A ajuda finalmente chegou. Quando os salva-vidas apareceram, a água ao redor do trem começou a escorrer. Os passageiros desceram e foram para um local seguro.

Wang estava fora de perigo por volta das 22 horas. No entanto, nem todos tiveram a mesma sorte. Ele disse que viu cerca de sete ou oito pessoas deitadas na plataforma da estação de metrô e várias outras no túnel.

“Eu finalmente consegui e saí com vida”, disse Wang, “mas é muito triste que uma dúzia de pessoas não tenha conseguido.” O regime comunista disse no dia que 12 pessoas morreram na enchente do metrô.

Com informações de Chen Han e Lin Cenxin

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também

 
Matérias Relacionadas