Shopping Ibirapuera recebe Exibição de Arte que relata perseguição ao Falun Gong na China

Neste sábado, a Exposição Internacional de Arte “Verdade, Benevolência, Tolerância” foi inaugurada. Uma grande parte dos visitantes entrou em contato pela primeira vez com uma realidade desconhecida por muitos: a perseguição ao Falun Dafa pelo Partido Comunista Chinês.

A exposição mostra a perseguição orquestrada pelo Partido Comunista Chinês, que ocorre há 15 anos contra milhões de praticantes do Falun Dafa na China. Falun Dafa, conhecido também como Falun Gong, é uma prática de auto cultivo baseada nos princípios de verdade, benevolência e tolerância.

Muitos dos visitantes ficaram maravilhados pela qualidade artística das obras de arte e, ao mesmo tempo, ficaram chocados com a perseguição ao Falun Dafa.

“Eu achei a exposição muito bacana porque relata a realidade que existe hoje no mundo e que muitas vezes não sabem”, disse Leonardo, 21, auxiliar de escritório.

Leonardo achou que essa perseguição é resultado da “ignorância do ser humano” e da intolerância em aceitar outra crença.

“O que eu acho mais importante [da exposição] é a gente saber disso para poder se situar no mundo. Às vezes a gente fala: ‘Ah, eu moro num país que não é bom ter um hábito ou outro’, então olhando para essa realidade, vemos que há muitas pessoas que podem fazer coisas muito piores com sua gente”, disse.

Leonardo também elogiou as pinturas: “A exposição também é muito maravilhosa por causa da realidade que os quadros trazem. A pintura em si… dá para você ver a dor nas pessoas, até na pessoa que está cometendo o crime, ela está sofrendo com reações adversas; é muito bacana essa questão também.”

Lucélia, 38, técnica de segurança do trabalho disse: “Saber que as pessoas são torturadas por suas crenças, faz a gente refletir.” Ela disse que se as pessoas começassem a respeitar as religiões e a liberdade de crença, o mundo de hoje seria muito melhor para se viver.

Um dos organizadores da exposição no Shopping Ibirapuera, Ricardo Portela, 40, gerente de marketing, disse o que motivou trazer a exposição para o shopping. “A gente recebeu uma proposta no ano passado. O que chamou mais atenção foi esse lado cultural, essa curiosidade que a gente teve de conhecer o Falun Dafa e todo o sofrimento que eles [os praticantes do Falun Dafa] passam; a gente acabou gostando, comprou a ideia e, assim que teve um espaço dentro do nosso cronograma, a gente trouxe a exposição para cá.”

A exposição estará no Shopping Ibirapuera, no Piso Jurupis até 14 de março, das 10 às 22 h. A entrada é gratuita.

 
Matérias Relacionadas