Shen Yun nos inspira a ‘repensar algumas das maneiras como vivemos’, diz CEO do ramo da saúde

Por Epoch Times
27/07/2023 13:45 Atualizado: 27/07/2023 13:45

SÃO PAULO, Brasil – Para Gilberto Nobile e Vera Bejatto, o Shen Yun Performing Arts foi uma experiência edificante e instigante.

“Fantástico, espetacular! É um show de harmonia, um show bem sincronizado. É um belo espetáculo!” disse o Sr. Nobile, proprietário de uma empresa de saúde. “Os movimentos são simplesmente incríveis, tão sincronizados, muito, muito bonitos. Quer dizer, as roupas, o jeito que eles se vestiam, era tudo tão delicado. Simplesmente tão lindo!”

A Sra. Bejatto, fundadora e CEO de um premiado aplicativo de análise de saúde, ficou igualmente entusiasmada com a “espetacular!” apresentação que acabaram de assistir no Teatro Bradesco, na tarde do dia 19 de março.

“A cultura chinesa é maravilhosa. A disciplina, a educação e o respeito. E como eram leves!” disse a senhora Bejatto, inspirada a imitar a graça e a leveza das bailarinas.

O Shen Yun, com sede em Nova Iorque, é a principal companhia de dança clássica chinesa do mundo e se apresentou em São Paulo, nos dia 17 a 22 de março.

O Sr. Nobile e a Sra. Bejatto sentiram que havia muito que o público poderia aprender com a apresentação do Shen Yun sobre a cultura tradicional chinesa.

“A cultura oriental é tão diferente da cultura ocidental, então essa cultura nos faz como ocidentais repensar algumas das formas como vivemos, e a forma como a cultura chinesa enfatiza certas coisas”, disse Bejatto.

O Sr. Nobile concordou. “Isso nos faz refletir sobre o nosso dia a dia.”

A Sra. Bejatto sentiu que esse tipo de reflexão espiritual era “tão importante!” especialmente no mundo de hoje.

“O mundo está se movendo em uma direção tão violenta. Quando você tem um show espiritual como este, isso faz com que todos pensem mais sobre o Criador! Pense naquela luz brilhando”, disse ela. “As pessoas não estão dando a devida importância.”

O Sr. Nobile sentiu que muitos no mundo hoje, especialmente as gerações mais jovens, estão muito longe de suas naturezas espirituais, e o Shen Yun lembrou a todos disso.

“Através da dança, eles conseguem refletir o que vem dos céus”, disse ele. “Acho ótimo, porque eles estão mostrando o que está acontecendo atualmente na China, então é uma história demonstrada através dessa [dança]. Eu diria que é possível entender um pouco mais sobre o que está acontecendo hoje e no passado na China [através dessa performance]”.

Reportagem de Mary Mann.

O Epoch Times é um orgulhoso patrocinador do Shen Yun Performing Arts. Cobrimos as reações do público desde o início do Shen Yun em 2006.

Entre para nosso canal do Telegram