Saudações de Ano Novo apresentam um profundo apreço pelo fundador do Falun Gong

“Tratar [os praticantes] do Falun Gong bem, é ser gentil conosco mesmos. Pessoas boas vão ter um bom futuro. Obrigado, Mestre Li!” Esta é uma nova saudação de ano novo de um grupo de pessoas na cidade de Dezhou, província de Shandong.

O Minghui.org recebeu muitas dessas saudações para o Mestre Li Hongzhi, o fundador do Falun Gong. Muitos chineses não praticantes contornaram o firewall da internet da China para enviar e-mails de agradecimentos e saudações.

Como uma crença que é severamente caluniada pela propaganda do Partido ganhou o respeito e compreensão dos cidadãos chineses? A resposta está no poder do Falun Gong e nos esforços pacíficos implacáveis dos praticantes do Falun Gong.

A resposta de uma mulher de Sichuan é típica. Ela acreditava sinceramente e recitou “Falun Dafa (Falun Gong) é bom. Verdade-Compaixão-Tolerância é bom” e se recuperou de câncer de pulmão.

No seu e-mail para o Minghui.org, ela disse: “Eu gostaria de desejar ao Mestre Li do Falun Gong um Feliz Ano Novo!” E ela contou o que aconteceu depois que foi diagnosticada com câncer de pulmão no Hospital nº 3 filiado à Universidade Médica Militar de Chongqing.

Isso mudou sua vida. Ela vendeu sua casa nova, que tinha acabado de comprar em Chengdu e procurou os melhores tratamentos disponíveis, mas não notou muita melhora. Ela ficou mais magra em questão de dias e percebeu que não viveria muito mais tempo.

Nas profundezas do desespero, há três anos, ela se encontrou com um praticante do Falun Gong. O praticante lhe disse os fatos sobre a perseguição, compartilhou com ela como as pessoas foram abençoadas por crer que “Falun Dafa é bom” e a convenceu que o cultivo seria bom para ela.

“Eu vi a esperança”, escreveu ela. “Eu renunciei às organizações do PCC e comecei a usar um amuleto do Falun Gong comigo todos os dias. Recitei “Falun Dafa é bom. Verdade-Compaixão-Tolerância é bom” mais e mais.

“Foi muito eficaz! A minha dor diminuiu. Minha pele parecia normal. Eu não vi nenhum sinal de câncer. Eu sou uma pessoa normal, saudável! Meus parentes e amigos testemunharam as mudanças fundamentais em mim. Eu não escondo o meu segredo, tampouco.

“Eu dou o amuleto para os necessitados. Também gosto de ver as performances do Shen Yun e ler os materiais informativos do Falun Gong para acompanhar de perto a perseguição na China e ver como Falun Gong é praticado em toda a parte ao redor do mundo”, escreveu ela.

Ela concluiu: “Mesmo que eu não pratique o Falun Gong, eu acredito que é uma boa prática. Eu apoio o Falun Gong e espero que ele vá trazer a minha família, amigos e a mim um bom futuro. Os membros da minha família e eu gostaríamos de enviar os nossos sinceros agradecimentos ao Mestre Li. Desejamos ao Mestre Li um Feliz Ano Novo!”

As pessoas na China têm aprendido que o apoio ao Falun Gong, uma crença perseguida que ensina as pessoas a serem boas, tem suas próprias recompensas. E lembram-se disso nos momentos críticos. Uma família em Harbin, província de Heilongjiang, compartilhada tal incidente na sua saudação de Ano Novo.

O homem da casa, escreveu: “Eu estava trabalhando numa fábrica quando fui atingido por um fio elétrico de alta tensão. Eu fiquei totalmente paralisado depois de ser jogado longe.”

“O diretor estava alarmado e disse: ‘Leve-o direto para o hospital!’ Mesmo que eu não pudesse me mover, minha mente estava clara. Eu disse: ‘Não tem problema. Minha esposa pratica o Falun Gong.’ Recitei silenciosamente “Falun Dafa é bom. Verdade-Compaixão-Tolerância é bom.”

“Foi realmente incrível o que aconteceu depois. Eu fui capaz de lentamente ficar de pé e continuar trabalhando! Nossa família é muito grata à ajuda do Mestre Li. Desejamos-lhe um Feliz Ano Novo!”

O poder da Verdade-Compaixão-Tolerância mostrou uma enorme resiliência em face a uma perseguição brutal alimentada por mentiras, violência e lavagem cerebral.

É muito bom ver que mais pessoas chinesas superaram o controle mental do Partido e dão crédito ao Mestre Li Hongzhi pelo poder do Falun Gong e a conscientização de seus alunos.

 
Matérias Relacionadas