Sagrada Família reabre com homenagem a profissionais de saúde em Barcelona

Por EFE

Barcelona, 4 jul – A Sagrada Família reabriu suas portas neste sábado com uma cerimônia de reconhecimento a todos os que estiveram na vanguarda da luta e da prevenção contra a Covid-19.

Mais de 2 mil profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, farmacêuticos e fisioterapeutas foram convidados para a primeira abertura do templo após a pandemia.

Hoje, com a abertura das portas, a Sagrada Família encerra um de seus períodos mais longos de fechamento do templo, de 114 dias. Nos 138 anos de história da basílica, nem na fase moderna de construção do templo ele ficou fechado por tantos dias, exceto durante a Guerra Civil Espanhola, entre 1936 e 1939.

A sessão de hoje começou com a recepção dos presidentes do Colégio de Médicos, Colégio de Farmacêuticos, Colégio de Enfermeiras e Colégio de Fisioterapeutas da Catalunha pelo cardeal Juan José Omella e Omella na fachada da Natividade. O reconhecimento dos profissionais que lutam contra os efeitos da Covid-19 continuará nos próximos dias, estendido aos agentes dos diferentes órgãos que garantiram a segurança na cidade, funcionários de entidades sociais e ONGs que cuidam de famílias e organizações de negócios e comerciantes que mesmo em desvantagem financeira mantiveram seus serviços abertos nos últimos meses.

Essa fase, chamada “Fase de Homenagem” acontecerá nos dois primeiros fins de semana de reabertura do templo (4 e 5 de julho e 11 e 12 de julho), com 12 mil convites distribuídos aos homenageados.

 
Matérias Relacionadas