Rutger Hauer, o vilão de “Blade Runner”, morre aos 75 anos

Por Agência EFE

O ator holandês Rutger Hauer, famoso por seu papel de replicante rebelde em “Blade Runner: O Caçador de Androides”, morreu aos 75 anos no último dia 19 devido a uma doença, informou nesta quarta-feira (24) seu agente, Steve Kenis, a vários veículos de imprensa dos Estados Unidos.

A família decidiu não tornar público o falecimento até realizar seu funeral na manhã de hoje na Holanda.

Hauer entrou para a história do cinema por seu papel como o replicante rebelde Roy Batty em “Blade Runner”, o filme de ficção científica que estreou em 1982 e cultuado até hoje pelos cinéfilos.

No filme, Hauer é o líder de uma gangue carismática, mas violenta, de replicantes e enfrenta o protagonista Rick Deckard, vivido por Harrison Ford.

Um dos momentos mais emblemáticos do filme de Ridley Scott é o monólogo conhecido como “Lágrimas na Chuva”, que ficou para a história do cinema e o ator pronuncia antes de sua personagem, Roy Batty, morrer.

Mais recentemente, Hauer apareceu em alguns filmes de destaque no ano de 2005: como o cardeal Roark em “Sin City: A Cidade do Pecado”, de Frank Miller e Robert Rodríguez, com Quentin Tarantino como diretor convidado; e como o vilão corporativo que Bruce Wayne descobre em “Batman Begins”, de Christopher Nolan.

O ator holandês também trabalhou com Sylvester Stallone em “Falcões da Noite” (1981) e teve papéis de destaque em “O Casal Osterman” (1983), “O Feitiço de Áquila” (1985), “A Morte Pede Carona” (1986), “Fúria Cega” (1989), “Buffy, a Caça-Vampiros” (1992), “Confissões de uma Mente Perigosa” (2002), “Valerian e a Cidade dos Mil Planetas” (2017) e “Os Irmãos Sisters” (2018).

 
Matérias Relacionadas