Rússia bloqueia acesso ao site da Navalni

Por Agência EFE

O regulador de mídia russo Roskomnadzor bloqueou o acesso ao site do líder da oposição russo Alexei Navalni, onde todas as suas investigações sobre corrupção nas mais altas esferas do poder foram publicadas, denunciou sua equipe na segunda-feira.

De acordo com a equipe de Navalni, o regulador russo proibiu o acesso ao navalny.com. porque o site “continha informações cuja divulgação é proibida na Rússia “.

O próprio Roskomnadzor indicou que o bloqueio foi realizado em cumprimento de um pedido do Gabinete do Procurador-Geral da Rússia.

Além do site principal da Navalni, não estão disponíveis outras páginas vinculadas ao oponente, como o site free.navalny.com, criado por correligionários do político para exigir sua libertação.

Conforme indicado pela “Equipe Navalni” do Telegram, o número de sites bloqueados devido ao relacionamento com o político é de 47.

A última investigação publicada no site Navalni antes de seu bloqueio estava relacionada ao suposto negócio da família do presidente da Câmara Baixa do Parlamento russo, Viacheslav Volodin, diz o portal Meduza.

Em 9 de junho, a Justiça russa proibiu o Fundo de Combate à Corrupção (FBK) – o flagelo do enriquecimento ilícito entre altos funcionários russos -, o Fundo para a Proteção dos Direitos dos Cidadãos (FZPG) e a rede de escritórios de Navalni, declarando eles “extremistas” e, assim, impedindo seus membros e seguidores de concorrer como candidatos a eleições em qualquer nível.

A decisão significa que qualquer pessoa que se associou a essas três organizações ou apenas as apoiou de alguma forma não pode concorrer a um cargo público por até cinco anos.

Além disso, os funcionários, assim como aqueles que buscam dar continuidade às organizações proibidas, enfrentam a ameaça de até seis anos de prisão.

Entre para nosso canal do Telegram.

Siga o Epoch Times no Gab.

Veja também

 
Matérias Relacionadas